Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020
Publicações

Revista Educação e cultura contemporânea | Chamada para trabalhos

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Arte, Chamada para artigos, Cultura, Educação, Interculturalidade

A revista Educação e cultura contemporânea (Qualis A2, ISSN: 2238-1279), da Universidade Estácio de Sá, recebe propostas para seu próximo número que terá como tema central Estética e criatividade. Os interessados têm até 1º de outubro de 2020 para enviar os trabalhos. Os trabalhos podem ser escritos em português, espanhol, inglês ou francês.

Os artigos devem ser enviados para a "Seção temática" dividida em dois subtemas:
 

Seção 1 - Criatividade, Lúdico e Interculturalidade: limites e possibilidades para as múltiplas linguagens habitando a escola em tempos de crise (Org.) Profa. Dra. Maria Victoria Campos Mamede Maia (UFRJ)
Esta seção têm como objetivo promover a reflexão na contemporaneidade das inúmeras propostas curriculares, práticas pedagógicas, inovação tecnológica, formação inicial e continuada de professores da Educação Básica e do Ensino Superior, ações realizadas nos espaços não-formais de Ensino que buscam discutir o lúdico, a criatividade como intrínseco ao ser humano para além de uma técnica, ferramenta ou metodologia adotada, no sentido de enfrentar os tempos de crise da instituição escolar. Esta proposta se estrutura a partir dos interesses do grupo de pesquisa Criar e Brincar: o lúdico no processo de ensino-aprendizagem (LUPEA), vinculado desde 2009, ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (PPGE-UFRJ). Com mais de uma década de existência, o grupo pretende potencializar a interlocução com outros pesquisadores.


Seção 2 – Estética e Educação Contemporânea: fundamentos, olhares e experiências (Org.) Prof. Dr. Mário de Faria Carvalho (UFPE)
Esta seção pretende reunir estudos que problematizam a educação contemporânea a partir da estética, das sensibilidades e de diferentes práticas e manifestações artísticas formais ou não-formais. Pretende-se incluir textos que valorizem a produção de subjetividades, a dimensão sensível da existência, as estéticas inclusivas, as sensibilidades, as corporalidades e outras linguagens que mantenham relação com a formação estética. Interessa-nos estudos que apresentem fundamentos, olhares e as experiências em torno da estética na educação contemporânea, a partir de diferentes contextos, imaginários, afetos e atravessamentos. Desse modo, espera-se construir um espaço de reflexões críticas e transdisciplinares que contribua com a expansão da referida agenda de pesquisa e com a apresentação de reflexões que cogitem a desconstrução de paradigmas e ressaltem elementos estéticos que inserem um compromisso diferenciado com as experiências e as subjetividades, valorizando o fazer educacional enquanto compartilhamento diário de afetos.

Mais informações na página da revista Educação e cultura contemporânea.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas