Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020
Publicações

Livro "Roça Língua" homenageia língua e cultura na lusofonia

Início: Fim: Países: Angola, Portugal, São Tomé e Príncipe

Publicações

  • Apresentação Roça Lingua FNAC

A obra teve como ponto de partida um encontro em São Tomé de vários escritores de países lusófonos que em novembro de 2011 procuraram viver e perceber as antigas roças coloniais de cacau – espaços de fusão cultural por excelência – e a sua influência na cultura local.

O projeto que tem como comissariado José Eduardo Agualusa (Angola), e que conta com a conceção e organização de Marta Lança (Portugal) e Isaura Carvalho (São Tomé), permitiu também desenvolver com jovens santomenses oficinas de escrita criativa, jornalismo cultural e artes performativas.

Do encontro nasceu um livro de contos de autores da lusofonia, o “Roça Língua”, de entre os quais o escritor convidado, e ex-presidente da Câmara de Penafiel, Alberto S. Santos.

“Esta coletânea de contos que vai ser agora editada é uma homenagem à língua portuguesa e à nossa cultura” e “evoca essa ligação identitária e cultural, para o bem e para o mal, que fomos tendo ao longo destes últimos 500 anos” com os vários países da lusofonia, contou à Lusa o autor.

Alberto S. Santos, o autor convidado da Editorial Novembro, contribuiu para a obra com um conto “que decorre no século XVIII na região norte de Portugal mas depois com ligações de algumas personagens ao Brasil, fazendo essa ligação entre a emigração que daqui saiu para o Brasil”.

O conto mantém o registo de romance histórico assumido pelo escritor nas suas três obras já publicadas e “que assenta nesse gosto de contar histórias colocadas num fundo mais histórico”.

Depois de A Escrava de Córdova, A Profecia de Istambul e O Segredo de Compostela, Alberto S. Santos diz estar já a “trabalhar na investigação” para o próximo livro que até já tem “alguns capítulos” redigidos e que deverá ser publicado “no próximo ano”.

“Provavelmente vai regressar a Portugal, aqui numa relação entre o Sul e o Norte, mas de um passado também muito importante, num tempo importante sobretudo para a construção da nossa identidade nacional”, desvendou o também advogado.

Para além de Alberto S. Santos são coautores do Roça Língua Albertino Bragança, Celina Pereira, Cláudia Clemente, Daniel Galera, Filinto Elísio, João Ferreira Oliveira, José Eduardo Agualusa, José Fialho Gouveia, Marta Lança, Olinda Beja, Paulo Ramalho, Ricardo, Alves, Tatiana Salem Levy, Ungulani Ba Ka Khosa e Waldir Araújo

O livro Roça Língua será lançado em duas sessões distintas: uma no sábado em Lisboa na FNAC do Vasco da Gama (21:00) e a segunda no dia 14 de junho no Museu Municipal de Penafiel (21:30).

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas