Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020
Publicações

Intermediários e migrações | Chamada da Revista História Crítica

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Colômbia

Chamada para artigos, Ciências Humanas e Sociais, Geografia, Migrações

A revista Historia Crítica, publicação da Faculdade de Ciências Sociais, da Universidad de los Andes (Bogotá, Colômbia), anuncia que receberá artigos para o dossier “Intermediários e migrações. Agentes mediadores e lugares de trânsito".  Os artigos serão recebidos entre 1º de junho e 1º de outubro de 2020. A revista aceita artigos inéditos em espanhol, inglês ou português.

Intermediários e migrações. Agentes mediadores e lugares de trânsito
No processo de migração, as pessoas enfrentam uma estrutura legal e política muitas vezes desconhecida, encontram barreiras linguísticas e entram em contato com um novo contexto cultural e social. Com frequência, essa experiência é canalizada por intermediários e acontece em espaços muito concretos e por meio de relações com instituições específicas. Esse dossiê temático abordará as mediações culturais, geográficas e institucionais que dão forma à experiência dos migrantes. O foco estará naquelas figuras, práticas, instituições e espaços que configuram o contato dos migrantes nos lugares a que chegam e que, por isso, definem, em boa medida, as trajetórias, características e resultados das migrações.

Esperamos incluir, neste número, estudos sobre linhas temáticas como: tradutores e intermediários; redes de movimento transfronteiriço; agentes fronteiriços (polícias, despachantes, guardas, informantes, equipes médicas); sistemas judiciais e penais; bairros, sociabilidades e espaços de concentração de migrantes; diásporas e criação de comunidades transatlânticas e transpacíficas, desde as migrações da modernidade precoce, passando pelas migrações globais dos séculos XIX e XX, até as migrações contemporâneas. Com isso, pretendemos ressaltar o lugar que ocupam intermediários, espaços e instituições nos processos migratórios e nas mediações culturais que estes propiciam.

Por último, enfatizamos que, para este dossiê temático, são de especial interesse os estudos que abordem migrações em diferentes períodos, âmbitos geográficos e escalas espaciais, que considerem os seguintes tipos de intermediários ou espaços de mediação:

  • agentes mediadores (tradutores, despachantes, recrutadores profissionais, policiais, guardas, informantes ou equipes médicas);
  • relações entre migrantes e dependências consulares;
  • rotas e redes de movimento transfronteiriço;
  • sociabilidades em refúgios e em outros espaços de concentração de migrantes;
  • mediadores vinculados a sistemas judiciais e penais.

O dossiê está sob a coordenação de Rachel Nolan, Professora Assistente de Relações Internacionais de Boston University, e Santiago Muñoz Arbeláez, Professor Assistente de História da Universidad de los Andes
(Colômbia).

Mais informação nos arquivos em anexo e na página da revista História Crítica.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas