Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019
Formação

Mestrado Profissional Inovação em Comunicação e Economia Criativa

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Comunicação, Economia, Mestrado

O Programa de Pós-graduação Stricto Sensu (Mestrado Acadêmico) em Comunicação da UCB foi reconhecido pela CAPES em 2008 e recebeu conceito CAPES 4 na avaliação do quadriênio 2013/2016. Até o fim do primeiro semestre de 2018, o Mestrado em Comunicação formou 83 mestres. Em 2018, o Programa passou por uma reestruturação e mudou sua modalidade para Mestrado Profissional, quando passou a se chamar Mestrado profissional Inovação em Comunicação e Economia Criativa.

O Mestrado Profissional visa atender à demanda na área da Economia Criativa, em articulação com os saberes comunicacionais, especialmente aqueles vinculados ao desenvolvimento das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TICs) e dos meios digitais aos quais a economia criativa está diretamente relacionada.

Tal escolha se justifica pelo contexto regional no qual a UCB está inserida. A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) estima que a economia criativa na região da capital federal emprega 22 mil profissionais, o que corresponde a 1,5% da mão de obra formal. A quantidade de trabalhadores envolvidos no setor é a mesma da indústria da transformação no DF. Os salários médios pagos são de R$ 3,92 mil e o valor das remunerações subiu 16% entre 2006 e 2013.

Além disso, segundo o Panorama da Economia Criativa no Distrito Federal, “por diversas razões, os setores da economia criativa são os que melhor se adaptam ao Distrito Federal, que abriga a capital do país. Brasília deve preferencialmente desenvolver atividades de amplitude nacional e/ou regional”. Finalmente, cabe ainda destacar que o Governo do Distrito Federal obteve para Brasília, em 31 de outubro de 2017, o título, concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco), de “Cidade Criativa em Design”. Desta forma, a capital do país se soma à Rede de Cidades Criativas, composta por 180 cidades em 72 países que, segundo esta organização, trabalham em conjunto para colocar a criatividade e as indústrias culturais no centro de seus planos de desenvolvimento a nível local e cooperar ativamente no nível internacional.

Objetivos

O Mestrado em “Inovação em Comunicação e Economia Criativa” tem por objetivo possibilitar uma formação profissional de excelência, baseada em fundamentos teóricos e metodológicos sólidos, a fim de formar profissionais de diversas áreas aos desafios dos novos modos de comunicação envolvidos no processo de produção e desenvolvimento da economia criativa. Nessa perspectiva, o presente Mestrado profissional visa a atender aos seguintes objetivos específicos:

  • Capacitar os profissionais interessados nos processos comunicacionais promovendo sua inserção na cadeia da economia criativa local, nacional e internacional.

  • Construir com os alunos uma base teórico-metodológica adequada à reflexão sobre o lugar central ocupado pela Comunicação na Economia Criativa;

  • Construir com os alunos a fundamentação teórico-prática necessária à concepção, criação, ao desenvolvimento e à gestão de projetos inovadores em Comunicação para a Economia Criativa.

  • Reconhecer e desenvolver nos alunos competências criativas de maneira a alimentar a cadeia de inovação comunicacional envolvida na Economia Criativa;

  • Incentivar o desenvolvimento da Economia Criativa do Distrito Federal e da região Centro-Oeste do País, através de reflexões, propostas e produtos de Comunicação inovadores;

Público-alvo

  • Profissionais de Comunicação: Jornalistas, Publicitários, Relações Públicas, Assessores de Comunicação e de Imprensa etc;

  • Gestores e profissionais dos setores público, privado e do terceiro setor interessados em projetos de Comunicação no contexto da economia criativa;

  • Produtores culturais e artísticos, cineastas, realizadores, videomakers com interesse na imagem, no audiovisual e em produtos para mídias digitais;

  • Interessados, com formação superior e atuação nas mais diversas áreas, em adquirir competências criativas comunicacionais que incluem linguagem e processos de produção a serviço do interesse público: educação, saúde, domínio jurídico, patrimonial e cultural em geral;

  • Egressos de cursos de graduação e/ou pós-graduação lato sensu das mais diversas áreas interessados em adquirir competências criativas para se inserir no mercado de trabalho da economia criativa;

  • Profissionais de áreas tecnológicas e educacionais interessados em desenvolver competências comunicacionais.

Maiores informações: https://ucb.catolica.edu.br/portal/curso/mestrado-profissional-inovacao-em-comunicacao-e-economia-criativa/

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas