Domingo, 25 de Agosto de 2019
Congressos

XXII Colóquio Internacional de Filosofia UNISINOS

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para trabalhos, Filosofia

XXII Colóquio Internacional de Filosofia UNISINOS - Normatividade e Mercado
17 a 19 de setembro de 2019
Labtics - Unisinos. São Leopoldo, RS

O XXII Colóquio Internacional de Filosofia UNISINOS pretende promover uma reflexão acerca da relação entre normatividade - normas legais ou morais, princípios éticos e regulações institucionais em geral - e mercado - enquanto esfera de produção e de troca de bens e serviços.

A mais recente crise econômica completa pouco mais de dez anos, mas seus efeitos continuam a se fazer sentir através de fenômenos como a instabilidade econômica, o desaquecimento global da economia e a desaceleração nos investimentos produtivos, o perigo iminente de novas bolhas e crashes financeiros, a precarização do mundo do trabalho e a pressão pela retirada de direitos outrora conquistados, a polarização social traduzida na desigualdade extrema entre riqueza e pobreza, etc. Também as mais recentes tragédias ambientais testemunham da existência de um conflito entre interesses representados pela perspectiva de lucro a curto prazo e a urgência na elaboração de projetos voltados à proteção das gerações atuais e futuras, ocupando, na discussão ética atual, um lugar de destaque.

A esfera do Estado, considerada por muitos como a alternativa necessária para contrapor ao cálculo do ganho imediato um poder regulador servindo aos "interesses gerais", sofre, a nível global, uma forte perda de credibilidade, causada por uma desconfiança generalizada dos cidadãos frente a práticas de corrupção, à incapacidade dos partidos políticos tradicionais de oferecerem uma resposta sólida à crise, à falta de uma clara demarcação entre o "público" e o "privado". Tudo isso nos torna céticos ante a possibilidade de uma "humanização" das práticas mercadológicas através de uma maior presença nessa esfera de instituições jurídico-estatais animadas por princípios ético-morais.

Face a esses impasses surgem inúmeras questões, as quais gostaríamos de abordar no Colóquio: é possível moralizar o mercado? É valido exigir dos agentes econômicos um comportamento "consciente" ou "ético"? Quais instituições seriam necessárias à garantia do respeito de normas visando à proteção de um "bem comum", para além, ou mesmo em detrimento, da perseguição de fins imediatos e privados? Qual é a legitimidade do Estado para levar a cabo essa tarefa?

Junto ao levantamento dessas questões, nos parece legítimo que as reivindicações de racionalidade e de emancipação ligadas tanto à esfera do mercado quanto à esfera do Estado a partir da Modernidade sejam revisitadas e colocadas à prova.

Ademais, o Colóquio propõe a abordagem dessa temática não somente através da perspectiva filosófica, mas contará também com a contribuição de economistas para o enriquecimento do debate. Para isso, consideraremos especialmente tradições como o marxismo e a Teoria Crítica, o debate entre liberalismo e comunitarismo, diferentes concepções políticas como o socialismo, a via social-democrata, o keynesianismo e o neoliberalismo, ou, ainda, as proposições econômicas das Escolas Austríaca e de Chicago - endossando a necessidade seja de um mercado livre e da proteção de direitos e liberdades individuais, seja de um Estado forte e da participação política ativa dos cidadãos, seja, ainda, de um questionamento radical das categorias implicadas na discussão daí emergente.

Eixos temáticos:

  1. Keynesianismo, Socialismo, Escola Austríaca e Escola de Chicago
  2. Liberalismo e Neoliberalismo
  3. Socialismo, Social-Democracia e Teoria Crítica

Período de Submissões: até 16 de agosto de 2019

Mais informações: http://www.unisinos.br/eventos/xxii-coloquio-internacional-de-filosofia-unisinos-ex124376-00001

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas