Terça-feira, 22 de Junho de 2021
Congressos

IV Semana de Antropologia da UFS: Distopia e Decolonialidade

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Antropologia, Chamada para trabalhos

A estrutura da Semana de Antropologia da Universidade Federal de Sergipe (UFS-Brasil) cresceu ao longo de suas três versões anteriores, quando permitiu um grande esforço de mobilização e o encontro de um número significativo de colaboradores, professores e discentes da graduação em Ciências Sociais e da pós-graduação, além de pesquisadores locais e de outros estados. Nesta versão, a comissão organizadora espera repetir a efervescência que marcou o evento em edições anteriores, reproduzindo, ainda que de forma remota, o dinâmico ambiente de troca e de parcerias acadêmicas. As novas circunstâncias exigem o desenvolvimento de uma logística diferenciada, utilizando-se de novas ferramentas tecnológicas capazes de permitir o desenvolvimento das atividades propostas remotamente.

Trata-se, portanto, da continuidade do esforço que professores e estudantes do Programa de Pós-Graduação em Antropologia da Universidade Federal de Sergipe vêm desenvolvendo no sentido de realizar mais uma versão do evento local que em suas edições anteriores (2017, 2018 e 2019) conseguiu reunir pesquisadores de diversos estados brasileiros.  A IV Semana de Antropologia, prevista para acontecer entre os dias 03 e 06 de maio do corrente ano, tem como tema Distopia e Decolonialidade, o qual aponta de maneira objetiva os problemas decorrentes da crise sanitária que no momento afeta a humanidade como um todo e a população brasileira de modo particularmente penoso, bem como a urgência de adotarmos perspectivas que busquem superar os múltiplos processos de exclusões, colonizações e invisibilizações radicais a que são submetidos inúmeros atores sociais.  

Entre o final de 2019 e o início de 2020, o mundo recebeu com assombro imagens e ouviu relatos que chegaram dos ditos “países desenvolvidos” na Ásia, na Europa e na América do Norte, acerca da rápida transmissão de um vírus desconhecido, por vias aéreas, que poderia provocar uma síndrome respiratória grave e oferecer um relativo grau de letalidade.  Imagens de hospitais de campanhas sendo montados às pressas em todo o mundo para dar conta do crescente número de infectados e de mortos, imagens de corpos sendo enterrados em valas comuns, tudo isso tem exigido uma atenção especializada de cientistas do mundo inteiro. Entre os antropólogos, a situação tem provocado transformações significativas no seu campo de atuação e no aumento de sua responsabilidade civil.

Assim sendo, e apesar das condições adversas que a situação atual apresenta e das peculiaridades que as atividades remotas emergenciais preconizam, os organizadores do evento preveem que a IV Semana de Antropologia se abrirá como importante espaço de debate e de trocas entre pesquisadores na busca de compreensão e interpretação do atual estado de coisas.

As pessoas interessadas em encaminhar propostas de comunicação para os Grupos de Trabalho, além de realizar a inscrição geral como participantes, deverão submeter resumo através deste formulário eletrônico, até o dia 16 de abril de 2021.

Inscrições e maiores informações estão disponíveis no site: https://semantufs.wordpress.com/

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas