Quarta-feira, 24 de Abril de 2019
Congressos

III Congresso Internacional de História Local: Conceitos, Práticas e Desafios na Contemporaneidade

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Chamada para trabalhos, História

III Congresso Internacional de História Local:
Conceitos, Práticas e Desafios na Contemporaneidade
Universidade de Évora, 2 e 3 de Outubro 2019

 

Partindo dos desafios lançados a investigadores e estudiosos nas suas primeiras duas edições (Cascais, 2017 e Setúbal, 2018), o III Congresso Internacional de História Local pretende dar continuidade aos objectivos então traçados, procurando promover um espaço de partilha e reflexão interdisciplinar e comparada através do debate em torno de problemas, abordagem, metodologias e práticas de investigação, tendo em vista a valorização da importância da história local na historiografia contemporânea. Da mesma forma, mantém o seu propósito de contribuir para uma reflexão em torno do seu conceito, problematizando uma questão que está por clarificar na historiografia portuguesa.

A história local, desde meados do século XIX, tem despertado o interesse de investigadores e curiosos que estudam o passado de uma determinada região ou comunidade com o propósito de lhes restituir a memória colectiva e individual. A nível científico, essa realidade verifica-se na multiplicação de dissertações de mestrado e teses de doutoramento sobre temáticas relacionadas com a história local, potenciando um manancial de conhecimento científico inovador e uma nova vaga de historiadores interessados em trabalhar temas de diversas regiões.

As últimas duas edições mostraram a multiplicidade de estudos sobre as mais diversas temáticas no âmbito da história local, tendo convidado os seus participantes a pensar na sua prática, atentando na suas problemáticas, metodologias e relevância das análises locais e regionais para a historiografia contemporânea, mundial e nacional. Além de se apresentarem como uma oportunidade para a divulgação de investigaçõees num «palco» mais amplo que a comunidade em que estão envolvidas, estes encontros têm ainda permitido a criação de uma rede de contactos entre historiadores locais, que aproveitam o Congresso para trocar ideias sobre processos de pesquisa nesta área.

Neste sentido, o III Congresso Internacional de História Local propõe-se continuar a manter o carácter anual e itinerante, criando as condições para uma reflexão mais aprofundada e um diálogo permanente entre a investigação histórica local e as comunidades onde estas investigações se inserem.


Chamada para comunicações

A abertura de propostas de comunicação para todos os interessados tem como objectivos a divulgação de trabalhos de âmbito histórico local e regional, bem como a partilha de obstáculos encontrados pelos investigadores ao longo do seu processo de investigação. Do mesmo modo, procura reflectir sobre o que é a História Local e a suas diversas potencialidades, em particular a sua íntima relação com as comunidades que aborda.

Além dos habituais eixos temáticos, que têm desafiado investigadores e estudiosos a apresentar os seus trabalhos, a terceira edição do Congresso Internacional de História Local decorrerá num ano que certamente ficará marcado pelo início das reflexões em torno de três importantes períodos da história mundial e de Portugal: a aproximação do bicentenário da Revolução Liberal de 1820; a análise do período que se seguiu ao fim da Primeira Guerra Mundial e  a evocação do 80º Aniversário do início da Segunda Guerra Mundial. Nesse sentido, esta edição convida também os estudiosos que se dedicam a estas temáticas a apresentar os seus contributos.

As propostas de comunicação sobre a História Local na contemporaneidade podem ser concebidas em torno dos seguintes eixos temáticos, sem exclusão de outros correlacionados:

  • Reflexões em torno da teoria e metodologia da história local;
  • O que significa e representa esta disciplina;
  • História e Comunidade;
  • A importância da história local no ensino secundário e superior;
  • Temas e trabalhos que envolvam a história de uma região (sécs. XVIII-XX);
  • Municípios e Poder Local;
  • O papel das instituições e associações locais;
  • O Liberalismo à escala regional e local: expressões da sua emergência, rupturas e resistências.
  • O pós-guerra no espaço regional e local: mudanças e permanências.

As propostas (250/300 palavras) deverão fazer-se acompanhar de título e de uma biografia resumida do autor (máximo 100 palavras). As comunicações aceites resultarão em apresentações de 15 minutos.

Envie a sua proposta para o email: localhistory.ihc@gmail.com

Línguas de trabalho: Português e Inglês (não haverá interpretação simultânea)

 

Calendarização:

  • Lançamento da chamada: Abril de 2019
  • Término de apresentação de propostas: 7 de Junho de 2019
  • Respostas às propostas apresentadas: até 18 de Agosto de 2019
  • Divulgação do programa: entre 1 e 8 de Setembro de 2019
  • Prazo para inscrição com comunicação: 10 de Setembro de 2019
  • Prazo para inscrição sem comunicação: 2 de Outubro de 2019

 

Inscrições:

  • Estudantes/Investigadores com comunicação – 20 euros
  • Público em geral (incluindo estudantes e investigadores) – 10 euros
  • Reformados – 5 euros

 

Comissão organizadora:

Ana Paula Pires (IHC – NOVA FCSH e Universidade de Stanford)
Diogo Ferreira (IHC – NOVA FCSH)
Inês José (IHC – NOVA FCSH)
João Pedro Santos (IHC – NOVA FCSH)
Maria Fátima Nunes (IHC – Universidade de Évora)
Maria Fernanda Rollo (IHC – NOVA FCSH)
Mariana Castro (IHC – NOVA FCSH)
Teresa Nunes (FLUL e IHC – NOVA FCSH)

 

Comissão Científica:

Albérico Afonso da Costa Alho (ESE/IPS e IHC – NOVA FCSH)
Ana Cardoso de Matos (CIDEHUS / UE)
Ana Paula Pires (IHC – NOVA FCSH e Universidade de Stanford)
António José Queiroz (CEFi-UCP e CEPESE)
António Ventura (FLUL)
Carmen Almeida (Câmara Municipal de Évora e IHC – Universidade de Évora)
Ema Pires (IHC – Universidade de Évora)
João Miguel Henriques (CMC e IHC – NOVA FCSH)
Jorge Fernandes Alves (FLUP)
Maria de Fátima Nunes (IHC – Universidade de Évora)
Maria Fernanda Rollo (IHC – NOVA FCSH)
Maria Conceição Meireles (FLUP)
Maria João Raminhos Duarte (Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes e IHC – NOVA FCSH)
Margarida Sobral Neto (FLUC)
Paulo Jorge Fernandes (IHC – NOVA FCSH)
Paulo Miguel Rodrigues (Universidade da Madeira)
Sérgio Rezendes (Universidade dos Açores e IHC – NOVA FCSH)
Teresa Nunes (FLUL e IHC – NOVA FCSH)

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas