Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
Congressos

ENCORE 2020 — 4º Encontro sobre Conservação e Reabilitação de Edifícios

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Arquitetura, Chamada para trabalhos, Economia, Património

ENCORE 2020
4º Encontro sobre Conservação e Reabilitação de Edifícios


Apresentação

Nas cidades atuais, a atividade da construção traduz-se, cada vez mais, no paradigma do Conservar, como forma de preservar a história, as memórias, a “personalidade” própria e valiosa do tecido urbano; e do Reabilitar, como motor da transformação urbana e instrumento de adaptação a novos usos, funções e exigências. No LNEC, este paradigma tem sido assimilado há décadas e promovido através de inúmeras iniciativas, de que se destaca a série de Encontros sobre Conservação e Reabilitação de Edifícios –  ENCORE – iniciada nos anos 80 do século passado (nomeadamente, em 1985, 1994 e 2003). Após um interregno em que foram sempre organizados eventos científicos nesta área, mas com temáticas de menor espetro, o LNEC prepara a realização, em maio de 2020, do ENCORE 2020 – 4º Encontro de Conservação e Reabilitação de Edifícios. Com a valorização explosiva dos Centros Históricos, as problemáticas da Conservação e da Reabilitação são particularmente sensíveis e, de repente, aspira-se em simultâneo a realidades construtivas quase paradoxais, envolvendo: desenvolvimento e história; modernidade e cultura; cosmopolitismo e tranquilidade; conforto e tradição. Emerge como fundamental alocar os recursos da ciência e da técnica em prol da Conservação e da Reabilitação: conhecer os métodos construtivos e os materiais tradicionais, para poder intervir sobre o existente sem o descaracterizar, mas conhecer também as novas soluções para a sua consolidação e adaptação, e usar os instrumentos que as novas tecnologias disponibilizam ao setor.

Conservar e Reabilitar monumentos, edifícios e espaços são oportunidades únicas para fomentar a sustentabilidade das cidades. Lisboa será, em 2020, a Capital Verde Europeia, constituindo-se o ENCORE 2020 numa ocasião ímpar para relevar os desafios ambientais da transformação das cidades: poupar recursos, reutilizar materiais, melhorar a eficiência energética, repensar as centralidades urbanas, promover a resiliência. Porque a cidade resiliente deve ser a cidade das pessoas, os monumentos, edifícios e espaço urbano, têm que servir aos seus habitantes e ser atrativas para os seus visitantes. Mais do que relatar problemas, visa-se encontrar e debater caminhos e soluções para questões como: O que se deve preservar? Como atualizar sem destruir? É viável conservar e reabilitar?

Os temas propostos para o ENCORE 2020 pretendem colocar em discussão a multiplicidade de aspetos que se entrecruzam no âmbito da intervenção no património construído, procurando, de forma multidisciplinar e sinergética, caminhos para melhor Conservar e Reabilitar. Convida-se, assim, a participação de todos os interessados, através da apresentação de comunicações e posters, bem como através da discussão dos trabalhos expostos.

Temas

Tema 1. Conservação do Património com valor cultural. Requisitos, conceitos, estratégias, soluções, metodologias e práticas específicas para edifícios e espaços urbanos com valor cultural. Saberes e materiais tradicionais e novos materiais compatíveis e sustentáveis.

Tema 2. Patologia, Diagnóstico e Soluções na reabilitação de edifícios. Identificação de anomalias e de mecanismos de degradação, metodologias de diagnóstico, estudo de soluções, compatibilidade e eficácia de técnicas e materiais.

Tema 3. Ambiente e Economia circular na conservação e reabilitação. Economia de recursos, economia de energia, materiais com baixa energia incorporada. Redução da demolição e reutilização dos materiais de demolição.

Tema 4. Inovação e novas tecnologias aplicadas à conservação e à reabilitação. Tecnologias com carácter inovador (BIM, laserscanning, deteção remota, fotogrametria, termografia, tomografia, entre outras) em intervenções de conservação e de reabilitação do património.

Tema 5. Habitação e cidade: Políticas de regulação e preservação. Políticas de preservação. Instrumentos de gestão territorial. Políticas e Planeamento Municipal para a Reabilitação Urbana. Regimes e critérios de classificação e salvaguarda do património edificado urbano.

Tema 6. Gestão e manutenção do Património com valor cultural. Gestão e manutenção técnica, gestão integrada (Facilities management), manutenção assistida por computador (MAC), enquadramento normativo, exemplos de boas práticas.

A reabilitação, principalmente no que diz respeito ao património com valor cultural, é uma temática multidisciplinar, que envolve uma diversidade de perspetivas e de problemáticas e a necessidade de conciliar requisitos de tipo muito diferente, exigindo frequentemente decisões difíceis, que devem ser sempre bem fundamentadas, no conhecimento do existente, das soluções possíveis e dos valores a preservar. Por isso propõe-se ainda um tema especial do Encontro, de âmbito mais abrangente:

Tema 7. Reabilitação: uma prática integrada. Identificar e garantir o cumprimento de exigências de segurança, salubridade, conforto e ambiente dos edifícios sem pôr em risco a preservação dos seus valores culturais e mantendo a viabilidade técnica e económica. Existem soluções? Casos de estudo.


Submissão de resumos

Convocatória para a submissão de resumos para apresentação oral e poster até 30 de setembro de 2019. A proposta de resumo deverá seguir as normas do modelo em anexo, devendo ser submetido em versão pdf. na plataforma easychair cujo link é: https://easychair.org/conferences/?conf=encore2020 .

A aceitação das propostas de resumo será da responsabilidade da Comissão Científica.

Público alvo

Investigadores, técnicos e especialistas, oriundos de diferentes áreas disciplinares, de instituições académicas e de investigação, instituições de gestão do Património, empresas e órgãos autárquicos, atuando na área da Conservação e Reabilitação ou com interesse em refletir e discutir a questão.

Línguas Oficiais

Abrange-se o universo da língua portuguesa e entende-se que a proximidade cultural construtiva dos Países Ibero-Americanos torna pertinente associar as comunidades técnico-científicas desses Países. Assim, as línguas oficiais do ENCORE 2020 serão o Português e o Espanhol, sendo a Comissão Científica também constituída por representantes especialistas dessas mesmas comunidades.

Datas importantes

  • Resumos: 30 setembro 2019
  • Artigos: 10 janeiro 2020
  • Entrega final após revisão: 2 março 2020
  • Inscrição antecipada: até 17 fevereiro 2020
     
Para submissão do resumo e informações sobre o Encontro, ver: http://encore2020.lnec.p

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas