Quarta-feira, 18 de Setembro de 2019
Publicações

Chamada Pública Revista Metamorfoses 16.1 para dossiê sobre Fernando Namora

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada Pública Revista Metamorfoses 16.1 de 2019

Cleonice Berardinelli, num estudo inultrapassável sobre o já “clássico” romance de Fernando Namora – O trigo e o joio (1954) –, afirmou: “mas a grande presença especial da narrativa é o Alentejo, a charneca, a planície, interminável, e, nela, o trigo” (In: Estudos de Literatura Portuguesa, 1985). Em prefácio para uma das edições do mesmo romance, Jorge Amado sentenciou: “O trigo e o joio é como uma sinfonia grave e profunda, cuja dramaticidade nos envolve e quase estrangula. Mas não sei por que, em sendo quase trágica, não é triste a história” (1972). A Revista Metamorfoses quer fazer de Fernando Namora “a grande presença especial” deste número, destinado a comemorar o centenário de seu nascimento e os 30 anos de sua morte (1919-1989). Se a obra do autor de Domingo à tarde e de O rio triste não tem recebido da crítica acadêmica a atenção que merece, cremos ser possível fazer valer esta oportunidade ímpar para convidar a comunidade acadêmica a comemorar conosco a obra de um autor que merece ser retirado do silêncio a que tem sido relegado.

Acreditamos que o humanismo que cortou a obra de Fernando Namora nos autoriza a partilhar a data com seus pares e, por isso, convidamos igualmente os investigadores que queiram divulgar seus estudos sobre o neorrealismo português, o romance brasileiro da chamada “geração de 30” (ou “geração regionalista”); ou ainda sobre as literaturas africanas em língua portuguesa, desde que se debrucem sobre um diálogo comparatista, reunindo a escrita produzida em África (poesia ou prosa) com a dos neorrealistas, ou com a dos regionalistas. Apesar de ter sido reconhecido como romancista, Fernando Namora também tem uma obra poética que merece ser cuidadosamente recuperada e, por causa dela, igualmente serão aceitos ensaios voltados para a poesia do escritor, produzida no mesmo período, seja em Portugal ou Brasil.

É com um enorme prazer que convidamos a todos a celebrar a memória de Fernando Namora. 

Acrescentamos que a revista aceita resenhas de livros (de livre escolha), publicados nos dois últimos anos.

Data limite para o envio: 31 de julho de 2019

Organização deste número: 

  • Prof.ª Dr.ª Monica Figueiredo (Professora Associada – UFRJ); 
  • Prof.ª Dr.ª Ana Carla Lourenço Ferri (Doutora e Mestra em Literatura Portuguesa pela UFRJ e Professora de Língua Portuguesa e Literatura da Rede Estadual de Ensino do Rio de Janeiro;
  • Prof.ª Dr.ª Michele Dull Sampaio Matter (Doutora e Mestra em Literatura Portuguesa pelo Programa de Letras Vernáculas da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Professora Efetiva do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET-RJ).

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas