Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018
Publicações

Chamada para publicação da Guavira Letras (UFMS) | Dossiê: O Diabo na Literatura Ocidental

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, Letras, Literatura

Chamada para publicação: Chamada nº 29 (Janeiro/Abril de 2019)

Dossiê: O Diabo na Literatura Ocidental

A GUAVIRA LETRAS (ISSN: 1980-1858), revista do Programa de Mestrado e Doutorado em Letras da UFMS, Câmpus de Três Lagoas, faz chamada para seu número 29 do 1º quadrimestre de 2019. Além dos artigos para o dossiê, a revista receberá textos, para a seção Vária, que abordem outras perspectivas dos Estudos Literários.

Organizadores: Profa. Dra. Salma Ferraz (Universidade Federal de Santa Catarina) Prof. Dr. António Manuel Ferreira (Universidade de Aveiro) Profa. Dra. Kelcilene Grácia-Rodrigues (Universidade de Federal de Mato Grosso do Sul/CPTL)

Ementa:

O presente número pretende analisar a trajetória de Lúcifer/Santanás/Diabo no Primeiro e Segundo Testamentos Bíblicos, bem como sua migração para a Literatura Ocidental, cinema, música e quadrinhos. Justifica-se esta temática uma vez que o Diabo apresenta-se como fenomenal personagem de papel, de ficção em obras da Literatura Ocidental tais como A Divina Comédia, de Dante Alighieri, O Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, O Evangelho segundo Jesus Cristo, de José Saramago, Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa, O mestre e a Margarida, de Mikhail Bulgakov, Os Irmãos Karamázov, de Fiódor Dostoiévski, Doutor Fausto, de Thomas Mann, a Conversão do Diabo, de Andreiev, de “O Sermão do Diabo” e “A Igreja do Diabo”, de Machado de Assis, em diversas obras de literatura infantil, tais como O cabelo de Ouro do Diabo, o Moinho do Diabo, A Diaba e sua filha ,de Marie Ndiaye, De Morte!, de Ângela Lago, e sua expressiva presença na literatura de cordel do nordeste brasileiro. Que diabo é este que tem papel e espaço garantido nas letras, no cinema, nos quadrinhos, nas pinturas? Que dizem os teólogos cristãos sobre esta ficção? De onde vem o paratexto para a construção desta ausência sempre presente? Se o Diabo não existe tudo é permitido? Porque um Fóssil Teológico sobrevive à passagem de dois milênios. Espera-se, com este número da GUAVIRA LETRAS, acolher estudos nas seguintes abordagens:

  • O Lúcifer Bíblico
  • Alcunhas do Diabo
  • O Diabo na Literatura Ocidental
  • O Diabo na Música
  • O Diabo na Literatura Infantil e Juvenil
  • O Diabo na Literatura de Cordel
  • O Diabo no Cinema
  • Possessões demoníacas
  • O Diabo na Pintura
  • Demoníaco e Monstruosidades
  • As obras críticas sobre o Diabo: Roberto Muchemblend, Peter Stanford, Albert Cousté, Giovanni Papini, etc.
  • O Diabo e a parapsicologia
  • Cultos de excomunhão e o Neo Pentecostalismo.
  • A banalidade do mal

Prazo para submissão: 31 de janeiro de 2019
Data da publicação do número: 30 de abril de 2019

Submissão pelo site da revista: www.guaviraletras.ufms.br
E-mail: guavira.letras.ufms@gmail.com

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas