Terça-feira, 29 de Setembro de 2020
Publicações

Chamada para Artigos - Pensamento comunicacional latino-americano

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, Ciências da Comunicação, Estudos Latino-Americanos, Media

Chamada para Artigos

Revista Comunicação, Mídia e Consumo

Título: Pensamento comunicacional latino-americano – desafios e perspectivas da des-ocidentalização no Sul Global

Editoras convidadas: Ana Cristina Suzina (Institute for Media and Creative Industries, Loughborough University London) e Paola Madrid Sartoretto (Jönköping University, Sweden)

Este número vai discutir o desenvolvimento do pensamento comunicacional latino-americano com o objetivo de identificar e refletir sobre os elementos que caracterizam uma epistemologia latino-americana nos estudos da comunicação. O número especial também tem como objetivo oferecer subsídios para alimentar discussões sobre as relações Sul-Sul nos estudos da comunicação. Convidamos a uma discussão sobre a relação entre “problemas de comunicação na vida pública” (Waisbord 2019) e perspectivas de estudos em mídia e comunicação da América Latina, de-centralizando as cosmologias e visões de mundo ocidental e euro-centradas e ancoradas na subjetividade masculina hegemônica.

Recentemente, alguns trabalhos reconheceram essa tradição latino-americana como uma contribuição para a constituição do campo dos estudos da comunicação (Pertierra e Salazar 2019; Stephansen e Treré 2019). Porém, não obstante a forte tradição e produção prolífica da região, a marginalidade dos estudos latino-americanos de comunicação na academia ocidental (Estados Unidos e Europa Ocidental) é notada e vivenciada por acadêmicos latino-americanos familiarizados com os ambientes acadêmicos do Ocidente (Enghel e Becerra 2016; Ganter e Ortega 2019).

As diferentes dinâmicas de marginalização afetam a produção acadêmica e as perspectivas epistemológicas de estudiosos e grupos minoritários de e/ou baseados em instituições do Sul Global, em particular. Estudos críticos recentes mostraram que os legados da colonialidade e da supremacia branca permeiam a academia, resultando na sub-representação de estudiosos não ocidentais e não brancos nos fluxos internacionais de publicação e citação (Chakravartty et al. 2018; Rao 2019), e evidenciando o domínio absoluto no campo de epistemologias provenientes dos Estados Unidos e da Europa Ocidental (veja Wasserman 2020).

Este número especial pretende problematizar o domínio das teorias ocidentais nos estudos de mídia e comunicação, reconhecendo e questionando a posição de marginalidade das teorias desenvolvidas na América Latina.

Os artigos devem abordar alguma das seguintes questões e/ou perspectivas:

1. Diálogo Sul-Sul na produção acadêmica: debates sobre a incorporação de referentes teóricos e a realização de estudos de caso entre países do Sul Global

2. Descolonização dos estudos de mídia, comunicação e consumo na América Latina: análises estatísticas sobre frequência de referências bibliográficas em revistas acadêmicas ou bancos de teses, com o intuito de discutir em que medida latinos citam latinos e/ou em que medida incorporam matrizes ocidentais na construção de marcos teóricos referenciais

3. Revisão bio-bibliográfica de autores latino-americanos referentes no campo da comunicação na América Latina, com preferência para autores cuja obra emergiu a partir de 1995, apresentada em formato de artigo ou ensaio, para descrever vida e obra de autores de referência nos estudos de mídia, comunicação e consumo na região

4. Reflexões sobre a experiencia da internacionalização nos estudos de comunicação: como os latinos se inserem no debate internacional sobre mídia, comunicação e consumo

5. Reflexões ontológicas decoloniais sobre o campo da mídia, comunicação e consumo problematizando a universalização e/ou localização dos fenômenos sociais dentro da disciplina

 

Instruções para o envio de artigos:

Os artigos, com textos com dimensão entre 25 a 40 mil caracteres, podem ser enviados em português, espanhol, francês ou inglês, unicamente pelo sistema eletrônico da revista: http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc/about/submissions

 

Serão especialmente valorizadas contribuições em coautoria entre pesquisadores de vários países, que abordem essas questões em nível regional.

Dúvidas e consultas podem ser feitas em contato com as editoras convidadas, pelos e-mails a.suzina@lboro.ac.uk e paola.sartoretto@ju.se.

 

Calendário:

Prazo para envio de artigos: 01 de setembro de 2020

Comunicação dos artigos selecionados: 10 de outubro de 2020

Envio dos artigos revisados: 01 de dezembro de 2020

Data estimada para publicação: abril de 2021

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas