Sábado, 17 de Abril de 2021
Publicações

Chamada para artigos da revista Confluenze: "Infâncias na América Latina"

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Itália

Chamada para artigos, Ciências Humanas, Ciências Sociais, Estudos Ibero-Americanos

Chamada para artigos da revista Confluenze

Infâncias na América Latina: diversidades em tensão

Nos últimos anos, numerosos estudos levaram a repensar as perspectivas existentes sobre as definições, o papel e as funções que as diferentes formas de “infância” assumem nas sociedades latino-americanas. Da mesma forma, um número crescente de estudos antropológicos, históricos e educacionais se propõe a falar de “infâncias” no plural, no sentido de reconhecer a diversidade de construções sociais que, no tempo e no espaço, dão forma e significado a essa fase da vida. Reconhecer a diversidade de formas de pensar, construir e atribuir sentido às diferentes infâncias abre novos e interessantes caminhos de pesquisa, com vista à superação da ideia de “criança universal”. Essa ideia é o resultado de uma grande tradição colonial e patriarcal de dominação epistêmica, e muitas vezes tem sido a base de políticas nacionais e internacionais de assistência, cuidado e educação; é uma ideia que também tem orientado paternalisticamente as práticas de atores estatais e não estatais para os setores populares e grupos indígenas e afrodescendentes, negando o reconhecimento de suas especificidades sociais e culturais. A ideia da “criança universal”, promovida “de cima”, historicamente encontrou o seu limite na incapacidade de se reconciliar com as práticas sociais e culturais que surgem “de baixo”, a partir de grupos subalternos.

Partindo desse panorama, o dossiê se propõe a refletir sobre as muitas variações das ideias de “infância” na América Latina, mas também sobre as tensões que surgem em torno delas, a partir das políticas, dos programas e das ações das entidades estatais e não estatais. Este dossiê procura considerar as representações, os imaginários e as práticas de relacionalidade, cuidado, criação e educação que se constroem a partir das crianças como espaços de construção política e social, atravessados ​​por tensões, imposições, resistências e negociações, nas quais os ideais que norteiam a reprodução social de cada grupo está em jogo.

O foco do dossiê serão os processos e espaços sociais de construção e implementação das ideias sobre as infâncias, bem como os debates e tensões que os caracterizam: a educação (institucionalizada ou não institucionalizada e informal), a família e as redes parentais (cuidado e criação), as dinâmicas de construção de gêneros e das afiliações coletivas (etnia e interculturalidade), aspectos trabalhistas (marginalidade urbana e rural, a questão do trabalho infantil) e áreas de produção cultural dos grupos sociais (imaginário, jogos, literatura, esportes e entretenimento para crianças).

Submissão de propostas

As contribuições, juntamente com um resumo de até 600 caracteres (em inglês e na língua do artigo) e 5 palavras-chave nas duas línguas, deverão ser submetidas de forma anónima através da plataforma OJS, para seguir o processo de revisão e avaliação previsto pelas normas da revista.

Data limite para o envio das contribuições: 30 de julho de 2021

Organizadores

  • Patricia Ames Ramello (PUCP),

  • Gisselle Tur Porres (Swansea University)

  • Javier González Díez (UNAE)

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas