Segunda-feira, 03 de Outubro de 2022
Publicações

Chamada de artigos para o dossiê temático: "História e Estórias, interseções entre Arte e Prisão"

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Argentina, Brasil, França

Arte, Chamada para artigos, Ciências Humanas, História

Chamada para publicação

História e Estórias, interseções entre Arte e Prisão

 

Comitê a cargo do Dossiê (por ordem alfabética)

Glória Alhinho (Georgetown University, Washington-DC, EUA)
Cristiane Checchia (Universidad Federal de Integración Latinoamericana, Brasil)
Dirceu Franco Ferreira (Universidade de São Paulo/CoPALC, Brasil)
Luis González Alvo (Universidad Nacional de Tucumán/ CoPALC, Argentina)
Mario Rodriguez Torres (Universidad Federal de Integración Latinoamericana, Brasil)
Samuel Tracol (Sorbonne-Université/CoPALC, França)

 

O objetivo desta chamada para publicação é reunir reflexões sobre as relações entre Arte e Prisão. Esta interseção pode ser abordada através da expressão literária, produzida na prisão e sobre a prisão, e integrando outras expressões artísticas, tais como a música, a pintura, a fotografia ou a moda. Trata-se de pensar como a Arte nos permite recriar/reinventar as relações sociais no espaço prisional e para além dele. 

O objeto desta chamada nasceu dos seminários realizados pelo grupo de Pesquisa Colonização Penitenciária na América Latina e Caribe (CoPALC), em parceria com a Revista de Historia de las Prisiones, com o Projeto de Extensão Direito à Poesia (UNILA), a Universidade da Guiana e a Universidade de São Paulo. Foram realizados encontros ao longo do ano de 2021, laureados pelo Programa de Cátedras Franco-brasileiras promovido pelo Consulado Geral da França em São Paulo. Através de um trabalho inter e transdisciplinar evidenciou-se que por meio da arte se produz conhecimento sobre a prisão, tornando-a mais permeável a mudanças.

O dossiê acolherá produções acadêmicas e não acadêmicas, tais como experiências artísticas realizadas dentro da comunidade prisional, quer seja por artistas, egressos do sistema, agentes ou ativistas. 

Serão acolhidas propostas nessas quatro línguas: Espanhol, Português, Francês e Inglês.

Os artigos poderão dialogar com os seguintes eixos temáticos:

1/ Arte e prisão: que espaços artísticos existem na prisão?

Que espaço existe na prisão para a literatura, a fotografia, a pintura, o cinema etc? Como nascem e se desenvolvem os projetos artísticos na prisão? 

2/ Arte e identidades: intimidades, interstícios e expressão de si 

De que forma pode a arte ajudar a proteger os vínculos identitários anteriores à prisão? Pode a arte ajudar a criar novos espaços identitários na prisão? 

3/ O artista e o pesquisador: conhecer a prisão pela experiência sensível.

Como é que a produção artística leva à pesquisa, e como esta se expressa artisticamente? 

4/ Arte e política: imaginar um mundo sem prisão.

Como pode a arte conduzir a uma reflexão política e ética sobre a prisão? 

5/ Uma história da arte na prisão? 

O uso da arte nas instituições de privação de liberdade possui uma história? Que funções foram atribuídas à arte nessas instituições? De que forma é a prisão permeável aos movimentos artísticos

Calendário: 

O comitê científico receberá os artigos no seguinte endereço eletrônico estudiospenitenciarios@filo.unt.edu.ar até o dia 15 de junho de 2022. A avaliação e a seleção será realizada até o dia 15 de julho de 2022 para uma edição definitiva e publicação online em dezembro de 2022. Os artigos devem ser originais e, portanto, não podem ter sido editados em outra revista científica. As normas bibliográficas e de redação da Revista de las Prisiones estão disponíveis no site: https://www.revistadeprisiones.com/normas-de-publicacion/

 

Para mais informações : 

https://copalc.hypotheses.org

http://aescritaeofora.blogspot.com/

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas