Quinta-feira, 21 de Novembro de 2019
Publicações

Chamada da Revista Crioula para o dossiê "A experiência étnico-racial nas literaturas de língua portuguesa"

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, Estudos Comparatistas, Literatura

A Revista Crioula, publicação eletrônica dos alunos do Programa de Pós-Graduação em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa da Universidade de São Paulo aceita, para o seu número 23, colaborações de alunos matriculados nos Programas de Pós-Graduação stricto sensu, do Brasil e do exterior, com textos inéditos em meio eletrônico até 31 de março de 2019.

O tema do dossiê será "A experiência étnico-racial nas literaturas de língua portuguesa".

Ementa:

Concomitantemente à consolidação da literatura brasileira, a questão étnico-racial foi apresentada, discutida e elaborada como material literário. Aquilo que conhecemos como cânone abrange essa temática, no entanto, imprescinde da ação exploratória e do olhar excludente do dominador. Há que se considerar, portanto, que boa parte da experiência étnico-racial presente nessa produção, pautada pela branquitude e pelo eurocentrismo, aprisionou sujeitos não-brancos à posição de Outro.

No entanto, investigações recentes vem levantando, para além de leituras que denunciam tais práticas excludentes e racistas, uma produção literária de qualidade e representativa da experiência étnico-racial em países de língua oficial portuguesa. Vale ressaltar aqui que tal despontamento extrapola os muros da academia e as prateleiras das grandes livrarias, deslocando-se também para outros espaços. Editoras independentes, saraus, slams vêm conclamando e apresentando novos modos de compreensão e problematização da questão étnica e racial, interseccionalizando-a, muitas vezes, com outros marcadores sociais da diferença.

Em Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau e Equatorial, Macau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste, não diferente do que acontece em solo brasileiro, mas considerando seus tempos e modos particulares, são desenvolvidos material literário e cultural que desafiam e desautorizam pré-conceituados e viciados olhares para a experiência racial e étnica, dando voz a escritores e escritoras negros, indígenas e não-brancos. A exemplo disto, o poema de José Craveirinha, que utilizamos como epígrafe, já em 1964, denunciava, com voz própria, a situação da população negra em Angola e, por conseguinte, no continente africano.

É neste contexto que a Revista Crioula, em sua vigésima terceira edição, convida pesquisadores brasileiros e estrangeiros, a contribuir com o dossiê “A experiência étnico-racial nas Literaturas de Língua Portuguesa”. Para compor este número, incentivamos contribuições que apresentem estudos relacionados à temática racial ou étnica, nas diversas literaturas produzidas em Língua Portuguesa, as quais, focalizando a temática apresentada, promovam discussões sobre situações experienciadas pelas literaturas em língua portuguesa frente a estes temas.

Confira as normas de publicação: http://www.revistas.usp.br/crioula/about/submissions#authorGuidelines.

Mais informações no site da Revista Crioula.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas