Terça-feira, 02 de Junho de 2020
Publicações

Chamada da revista África(s) para o dossiê (2020.1): “Angola do tempo presente”

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, Ciências Humanas e Sociais, Estudos Africanos

Dossiê (2020.1): “Angola do tempo presente”.

Organizadores: Helder Alicerces Bahu (ISCED- Huíla), Yuri Agostinho (ISART-Luanda) e Patrício Batsîkama (ISPT – Luanda).

 

Angola não é apenas um território. É, sobretudo, uma construção histórica, política e cultural cujo passado é rico pela abundância e dinâmica da produção dos factos históricos nos mais variados recantos deste importante espaço que projectou importantes sociabilidades e não só. Angola, no seu aspecto histórico, pode ser estudada em três grandes momentos: o antigo, o colonial e o novo. A existência de Angola (assim como de outros países africanos) resulta de um intenso processo migratório interno que numa luta desenfreada pela hegemonia de espaços importantes resultou num conjunto de transformações culturais, políticas, económicas, religiosas e noutros níveis mais inóquos de abordagem. Seguiram-se à tais processos, novos movimentos que adentraram por este território do qual podemos destacar os europeus. Estes últimos, no seu processo de ocupação e colonização acabaram por impor também novos paradigmas ao referido território. As sociedades angolanas resistiram e desta relação de conflito desenharam-se novas culturas. Nesta amálgama cultural e de episódios épicos ou pouco agradáveis de vislumbra um terreno bastante fecundo de análise que aguarda por uma análise, reanalise e até descoberta.

A partir desta reflexão, o volume 07, número 13 da revista África(s) pretende reunir pesquisas sobre Angola: a partir da história do tempo presente buscando o contexto histórico das sociedades actuais por meio da investigação de um passado bastante explorado numa dimensão e pouco perceptível e estudado, noutra dimensão. É neste processo de construção e desconstrução que nos sentimos desafiados em apresentar este número que está aberto a propostas ao nível da História, Antropologia, Sociologia, Política, Economia, Linguística, Literatura, etc. Também serão aceitos trabalhos com as temáticas que discutem o processo de emancipação política em Angola, a construção do estado, a guerra civil, a educação, a economia, a população, a pobreza, a saúde, a urbanização, o mercado formal e informal e, questões relacionadas com o género. As contribuições devem ser enviadas até ao dia 30 de maio de 2020, para os endereços electrónicos Yanessanguifada@gmail.com e/ou helderpedroalicercesbahu@gmail.com, batsikama@gmail.com os trabalhos deverão estar dispostos nas normas da revista, e que podem ser encontradas no portal:

https://www.revistas.uneb.br/index.php/africas/about/submissions#authorGuidelines -

nas diretrizes para autores.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas