Domingo, 16 de Dezembro de 2018
Publicações

Chamada aberta para primeira edição de 2019 da Políticas Culturais em Revista

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, Política Cultural

A Políticas Culturais em Revista, publicação eletrônica da Rede de Estudos em Políticas Culturais divulga a chamada de trabalhos para a primeira edição de 2019 (v. 12, n. 1) que, além de artigos científicos e resenhas sobre Política Cultural e temáticas correlatas, contará com o seguinte dossiê temático:

Políticas culturais comparadas

Editores responsáveis: Leonardo Costa (UFBA) e Paula Félix (UFRB)

O campo das políticas e da gestão cultural está se tornando mais complexo e abrangente, introduzindo, às tradicionalmente reconhecidas áreas das artes e das letras, novos segmentos, atividades e temáticas. Esse é um dos pontos que demonstram e, em alguns aspectos justificam, a visibilidade e a intervenção crescente de muitas instituições públicas e privadas no setor cultural, tanto em âmbito nacional, quanto internacional.

Contudo, na ordem inversa desta tendência, observa-se também que as recentes crises políticas e econômicas globais vem modificando a atuação de muitos países, que vem limitando os investimentos em diversos setores, incluindo a cultura. O Brasil exemplifica bem este cenário, cuja recente polêmica em torno da dissolução e recriação do Ministério da Cultura trouxe à tona, entre outras questões, a discussão sobre modelos institucionais e modos de intervenção pública na cultura, com defesas contras e a favor ao formato ministerial e à uma presença mais efetiva (ou não) do governo e do setor privado no campo cultural. Em momentos assim, surgem comparativos com outros países, na tentativa de se convencer ou se demonstrar modelos mais adequados de gestão e de política cultural.  Destaca-se, no entanto, que muitas vezes tais comparativos são feitos de forma superficial, desconsiderando as diferentes realidades e os contrastes entre tais regiões.

Este dossiê pretende reunir trabalhos que desenvolvam análises comparativas entre países, trazendo reflexões sobre seus setores culturais, modelos de gestão e políticas culturais. Tais comparativos incluem considerações metodológicas para abordagens comparativas em políticas e gestão cultural, bem como resultados de estudos envolvendo segmentos e atividades artístico-culturais, estruturas institucionais, modelos de gestão e de financiamento cultural,  e modos de participação social.

Os estudos com foco comparativo possuem uma bibliografia limitada, geralmente composta por pesquisas desenvolvidas em outros países, em outros idiomas e voltados especialmente para as regiões economicamente desenvolvidas. O acesso no Brasil a esta bibliografia internacional é difícil, com circulação restrita e poucas traduções. Espera-se que esse dossiê contribua com este debate, estimulando reflexões e trabalhos que comparem distintos modos de fazer e pensar a política e a gestão cultural ao redor do mundo.

Recebimento de artigos: até 1º de março de 2019, exclusivamente pelo sistema da Revista.

Mais informações no site da Políticas Culturais em Revista.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas