Sábado, 31 de Outubro de 2020
Publicações

Cadernos de Literatura Comparada #43: Descolonizar o Cânone, Refundar a Tradição

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Chamada para artigos, Estudos Comparatistas, Literatura

A revista Cadernos de Literatura Comparada, uma publicação do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), seleciona artigos para seu próximo dossiê temático, de número 43 (Dezembro de 2020): Descolonizar o Cânone, Refundar a Tradição. O dossiê terá como tema a relação entre literatura, jornalismo e jornalismo literário. Os resumos podem ser enviados até 20 de novembro de 2020.

Organizadores:
Amara Moira
Fernanda Miranda
Emerson Inácio
Mário Lugarinho
Maria de Lurdes Sampaio

 

A formação dos cânones literários se deve a uma política ostensiva de silenciamento. Já se compreende, com certa exaustão, que os cânones são formados, principalmente, a partir de elementos exteriores ao literário, de maneira que expressem algum conceito que a ele se sobreponha (Jara e Talens, 1987*). O suposto universal é sobreposto ao suposto particular, o suposto nacional ao suposto local, o suposto central ao suposto periférico e ao suposto marginal, o suposto dominante ao suposto dominado. Desde pelo menos, a emergência do pós-estruturalismo, a atividade crítica aponta e impõe alternativas e modos de superação à inevitabilidade canônica. Apesar desse esforço, reconhece-se que o cânone permanece incorruptível pela manutenção de perspectivas coloniais (celebradas no triunfo do universal sobre o particular) e de juízos estéticos que apenas corroboram uma tradição decadente que ignora as mutações promovidas tanto pela indústria cultural, quanto pela emergência de outros e novos agentes sociais (instituídos pela diferença e na diversidade que caracterizam as sociedades contemporâneas). Percebe-se que a refundação da tradição está em pleno curso (Shakespeare convive com Margareth Atwood, Camões com Conceição Evaristo, dentre muitas possibilidades), mas muito longe de reconstituir plenamente o edifício canônico com outros e novos pilares que atendam a esses novos agentes sociais e circunstâncias históricas.

 


Dessa maneira, os Cadernos de Literatura Comparada convocam a uma reflexão em torno da história recente da atividade crítica e do reconhecimento de sua intervenção tanto na tradição literária, quanto na própria (re)constituição do cânone.

*JARA, René, TALENS, Jenaro. “Comparatismo y semiotica de la cultura: función de la criticas y
recanonización”. Eutopias: teorias/historia/discurso 2- 3 (3), 1987: 05-17.
 
Os textos propostos devem estar formatados de acordo com a Normas de Edição da Revista (consultáveis em: ilc-cadernos.com > Sobre > Submissões) e devem ser acompanhados por um resumo e palavras-chave, ambos em duas línguas. Os autores
devem ainda enviar a sua identificação ORCID ID (https://orcid.org/).

Todos os artigos devem ser enviados até 20 de novembro de 2020, para o email cadernosreviewdecember@gmail.com

(Caso o artigo não esteja de acordo com as Normas de Edição da Revista, os organizadores do volume poderão recusar o artigo, não o submetendo ao processo de blind peer review)

Call for paper - Download

Mais informações na página da revista Cadernos de Literatura Comparada.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas