Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
Publicações

Aletria (v. 29, n. 4) – Criadores e criaturas na Literatura

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, Literatura

Aletria (v. 29, n. 4) – Criadores e criaturas na Literatura

A ficção, como um universo construído pela confluência de saberes com a imaginação, pode simular ou dissimular suas estratégias de construção, desdobrando a condição e a reversibilidade explícita ou não dos papeis de criadores e criaturas. Em “Filosofia da composição”, Edgar Allan Poe deixava vislumbrar essas e outras contingências do ato criador na literatura. Tanto no enunciado quanto na enunciação, algumas criaturas monstruosas podem revelar a duplicidade com personagens e narradores como em Moby Dick, de Herman Melville, Drácula, de Bram Stoker, ou O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde. Vale lembrar Frankenstein, de Mary Shelley, que coloca em jogo não só a possibilidade de criar vida, mas também as consequências de um ato criador, envolvendo ética e responsabilidade. Ou ainda Se um viajante numa noite de inverno, de Italo Calvino, que torna possível o objeto-livro como criação e criatura. O perigo e a sedução nesses textos flagram criador e criatura, bem como escritor e leitor, às vezes, numa trapaça de cumplicidade. Apontam para a composição do texto como um espaço de ambíguas relações, criando e recriando a ilusão e a multiplicidade de vozes, espaços e funções. Para isso, vale lembrar a lenda do Golem, da tradição judaica às implicações da narrativa com a tecnologia, a cibernética e a computação; a criação do livro de memórias por Bento Santiago, em Dom Casmurro, e tantos outros textos de Machado de Assis; os meta-poemas de Carlos Drummond de Andrade, como “O elefante” e “Poema das sete fa-ces”; ou a casa sinistra de Crônica da casa assassinada, de Lúcio Cardoso, e as mulheres de cera de Encarnação, de José de Alencar. Este número da Aletria: Revista de Estudos de Literatura irá receber contribuições críticas sobre estas e outras possibilidades de reflexão sobre criadores e criaturas na literatura.

Organizadores: Julio Jeha (UFMG), Lyslei Nascimento (UFMG)

Prazo para submissão: 30 de abril de 2019.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas