Domingo, 29 de Novembro de 2020
Notícias

Prémio Branquinho da Fonseca | Vencedores da 10.ª edição

Países: Portugal

Literatura Infantil e Juvenil, Prémios

Este ano, o Prémio Branquinho da Fonseca – Expresso/Gulbenkian foi atribuído a Rui Miguel Cerqueira Coelho, na modalidade infantil, pela obra A Migração das Alforrecas e a Geremias José Mendoso, na modalidade juvenil, com O gato que chora como pessoa. Rui Miguel Coelho, de 27 anos e natural de Viana do Castelo, é formado em Biologia, com uma paixão pela Natureza e pela escrita. Geremias José Mendoso tem 23 anos e nacionalidade moçambicana, encontrando-se a finalizar o curso de Licenciatura em Enfermagem Geral na Universidade Lúrio-Faculdade de Ciências de Saúde – Nampula. Esta é a primeira vez que um jovem autor moçambicano é o vencedor do Prémio (modalidade juvenil).

Além da atribuição do prémio aos dois vencedores, decidido por unanimidade, o júri deliberou ainda distinguir com uma menção especial o original Esta cobra não pode perder a pele, de Ana Catarina Milhazes.

O Prémio Branquinho da Fonseca, iniciativa conjunta da Fundação Calouste Gulbenkian e do jornal Expresso cuja primeira edição data de 2001, tem como objetivo incentivar o aparecimento de jovens escritores (entre os 15 e os 30 anos) de literatura infantil e juvenil. O Júri é constituído por Ana Maria Magalhães, Rita Taborda Duarte, José António Gomes, Henrique Monteiro (representante do jornal Expresso) e Maria Helena Melim Borges (representante da Fundação).

Mais informações: https://gulbenkian.pt/noticias/premio-branquinho-da-fonseca/


Histórico do Prémio Branquinho da Fonseca — Expresso/Gulbenkian
Vencedores do Prémio 2001/2020

2001/2002

O Senhor Valéry | Gonçalo M. Tavares (Modalidade Infantil)

Crónicas de Allaryia — I. A Manopla de Karasthan | Filipe Faria (Modalidade Juvenil)

2003/2004

A verdadeira história da Alice | Rita Taborda Duarte (Modalidade Infantil)

Amor de Miraflores | João Borges da Cunha (Modalidade Juvenil)

2005/2006

A noite dos animais inventados | David Machado (Modalidade Infantil)

O menino-árvore | Luísa Costa Cabral (Modalidade Infantil)

2007/2008

O dono da festa | Estêvão Bertoni (Modalidade Juvenil)

O pintor desconhecido | Mariana Roquette Teixeira (Modalidade Infantil)

2011/2012

O Gatuno e o extraterrestre trombudo | Maria João da Silva Lopes (Modalidade Infantil)

O caderno vermelho da rapariga karateca | Ana Pessoa (Modalidade Juvenil)

2013/2014

O Cotão Simão | Ana Rita Faustino (Modalidade Infantil – ex-aequo)

O primeiro país da manhã | Ricardo Gonçalves Dias (Modalidade Infantil – ex-aequo)

2015/2016

Tiago, o colecionador-quase-nuvem | Vanessa Mendes Martins (Modalidade Infantil)

2017/2018

A construção do mundo | Fábio Monteiro (Modalidade Infantil)

Coisas que acontecem | Inês Barata Raposo (Modalidade Juvenil)

2019/2020

A migração das alforrecas | Rui Miguel Cerqueira Coelho (Modalidade Infantil)

O gato que chora como pessoa | Geremias Mendoso (Modalidade Juvenil)

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas