Sexta-feira, 10 de Julho de 2020
Notícias

Nuit des Idées | Noite das Ideias 2020

Início: Fim: Países: Portugal

Arte, Ciência, Cultura

A Nuit des Idées | Noite das Ideias 2020, iniciativa do Instituto Francês em Portugal, em parceria com a Fundação Calouste Gulbenkian, contará com uma conferência inaugural de Manuel Sobrinho Simões, à qual se seguem palestras, diálogos e conversas com duas dezenas de personalidades –cientistas, artistas, intelectuais, portugueses e franceses – com um papel de destaque na sociedade.

 

A Noite das Ideias
Ser e Estar Vivo
Uma noite para trocar ideias, pensar e conversar sobre Ativismo, Biodiversidade, Ciência, Ética, Moral
   • qui, 30 jan / 18:30 – 00:00
Exposição “Art on Display. Formas de expor 1949-69” com horário alargado até às 23:30.
Entrada gratuita a partir das 18:00.

 

Uma noite com ideias à solta

O tema será o mesmo em 200 cidades espalhadas pelo planeta: “Ser e Estar Vivo” (do francês, Être vivant). Partindo deste conceito geral, em Lisboa, vai falar-se do envolvimento dos cidadãos, de investigação científica, de moral e ética. O que é isso de “Ser e estar vivo” (há três mil milhões e meio de anos)? Qual é o lugar da nossa existência no mundo? Em que medida é que “ser e estar vivo” nos obriga a passar à ação? “Ser e estar vivo” não é também uma forma de agir e comprometer­-se, dar um sentido aos nossos atos e à nossa existência?

 

TRANSMISSÃO

Assista às transmissões em direto

Grande Auditório | Auditório 2

 

PROGRAMA

18:30   Acolhimento

18:45   Sessão de Abertura  

Jorge Soares, Médico e professor universitário

 

19:00   Natureza e Humanidade: Genética, “Epigenéticas” e Longevidade
Manuel Sobrinho Simões, Médico e investigador

19:30   A unidade da vida ou o duplo erro de Descartes
Erik Orsenna, Escritor, membro da Académie Française

20:00   Os super poderes dos micróbios
Karina Xavier, Investigadora do Instituto Gulbenkian de Ciência

20:30   Transmitir perspetivas de futuro
Jennifer Leblond, Presidente da Associação Thot (Ensino de francês a refugiados)

21:00  Faz-se vida ao viver?
António de Castro Caeiro, Professor de Filosofia Antiga na FCSH/NOVA

21:20 – 21:50   Pausa

21:50   O tempo, os lugares, as gentes e os valores
Jorge Soares, Médico e professor universitário

22:20   Porque criei uma escola onde as crianças fazem o que querem
Ramïn Farahngi, Autor e teórico da escola dinâmica

22:50   Os desafios da ciência num futuro sem SIDA
Béatrice Jacquelin, Investigadora no Institut Pasteur

19:30   A montanha por achar
João Vieira de Almeida,
 Advogado e mentor da iniciativa Kilawmanjaro

20:00   A vida pode ter surgido algures para além da Terra?
Hervé Cottin, Presidente da Société Française d’Exobiologie

20:30   Ser ou estar vivo(s) há mais de 3 biliões e meio de anos…
Sylvie Crasquin, Paleontóloga e diretora de investigação no CNRS

21:00   Daqui ninguém sai vivo. Ou sai?
Ricardo Alexandre, Jornalista, Diretor-adjunto da TSF

21:20 – 21:50   Pausa

21:50   Quase objetos e super objetos
Filipe Pais, Investigador, curador e artista plástico

22:20   Cidadania digital em África: desafios e oportunidades
Cédric Kalonji, Jornalista franco-congolês, especialista em formação contra a censura em África

22:50   Infinito
José Maria Gonçalves Gomes, Professor universitário

19:30   Identidade e Contemporaneidade: um equilíbrio difícil?
Rui Rocha Martins, Psiquiatra

20:00   A cada um de nós o seu Evereste!
Christine Janin, Aventureira e alpinista, presidente da associação A chacun son Everest

20:30   Doentes Inovadores e Empreendedores
Pedro Oliveira, Diretor do projeto Patient Innovation

21:00   A arte de ser e estar vivo
Hugo Cruz, Diretor do MEXE e investigador em “Arte e Política”

21:20 – 21:50   Pausa

21:50   Uma perspetiva ecológica e evolutiva do cancro
Frédéric Thomas, Biólogo especialista na evolução, diretor de investigação no CNRS

22:20   Servir como respirar
Alfredo Abreu, Diretor do projeto Serve the City

22:50   O Desconcertante da doença: restaurando as ligações para a saúde
Luís Duarte Madeira, Psiquiatra e Professor de Bioética

Debates entre Convidados

19:30   O outro sou eu
Jennifer Leblond Alfredo Abreu

20:00   Os jornalistas perante as fake news
Ricardo Alexandre e Cédric Kalonji

20:30   Solidariedade nas alturas
Christine Janin e João Vieira de Almeida

21:00   Bem-vindo ao antropoceno
Erik Orsenna e Manuel Sobrinho Simões

21:20 – 21:50   Pausa

21:50   Aprender a viver
Ramïn Farhangi António de Castro Caeiro

22:20   Há limites para a investigação científica?
Béatrice Jacquelin e Jorge Soares

22:50   Fazer da vida uma obra de arte
Filipe Pais Hugo Cruz

Fórum das Ideias

Animadora: Ana Sousa Dias

20:00   Erik Orsenna

20:30   Karina Xavier

21:00   Hervé Cottin

21:20 – 21:50   Pausa

21:50   Sylvie Crasquin

22:20   Frédéric Thomas

22:50   Pedro Oliveira

Espetáculo de encerramento com o Coro Gulbenkian

23:20 – 23:50   Músicas do Mundo

Jorge Matta, Direção
João Barradas, acordeão
Marco Fernandes, percussão

América do Sul 
Olha a rosa amarela, Villa Lobos; Balaio, Villa Lobos (Brasil)
Festejo, Herbert Bittrich (Peru)

Europa
Tous les visages de l’amour, Charles Aznavour (França)
Romance de Mirandum, tradicional, arr. Lopes-Graça (Portugal)

Ásia
Mai Fali É, tradicional, arr. Filipe Faria e Sérgio Peixoto (Timor)
Balleilakka, tradicional, arr. A.R.Rahman (Índia)

África
Morna Força di Crêtcheu, tradicional, arr. M. Roseira Dias (Cabo Verde)
Unga Hlupheki Nkata, Gil Júnior (Moçambique)
Salelaka Mokonzi, tradicional, arr. Sérgio Peixoto / J. Matta (Quénia)
Syiahamba, tradicional, arr. J. Matta (África do Sul)

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas