Terça-feira, 11 de Dezembro de 2018
Notícias

Constituição da Academia das Ciências e Humanidades de Cabo Verde (ACH-CV)

Países: Cabo Verde

Eventos

No dia 10 de julho de 2015 reuniram-se na Cidade da Praia, nas instalações do Instituto Internacional de Língua Portuguesa – IILP, os membros da Academia das Ciências e Humanidades de Cabo Verde para o primeiro Plenário.
 
«Considera-se esse acto histórico pelo facto de pela primeira vez em Cabo Verde se constituir uma Academia das Ciências e Humanidades. Com efeito, face aos avanços alcançados pela Humanidade no que respeita ao acesso à informação, a construção de sociedades baseadas no conhecimento bem como a interligação entre as ciências e as humanidades, numa lógica de inter e transdisciplinaridade, a ACH-CV constitui um fórum próprio para debate e proposta de soluções das grandes questões de desenvolvimento do país e sua integração dinâmica nas comunidades mundiais ancorados no valor do conhecimento.», lê-se na nota divulgada.
 
O antigo reitor da Universidade Jean Piaget, Jorge Sousa Brito, foi eleito como primeiro presidente da Academia das Ciências e Humanidades de Cabo Verde.
 
Além do académico Jorge Sousa Brito, o historiador e escritor João Lopes Filho foi escolhido para vice-presidente e o investigador Bartolomeu Varela para secretário-geral, numa direção que integra várias gerações que residem no país e na diáspora. O membro fundador Onésimo Silveira, antigo embaixador de Cabo Verde em Lisboa, foi distinguido com o título de presidente.
 
Na reunião foi ainda realçado o papel na criação da ACH-CV do poeta Corsino Fortes, também presidente da Academia Cabo-Verdiana de Letras (ACL) e recente vencedor do Grande Prémio Literário dos 40 Anos da Independência.
 
A Academia das Ciências e Humanidades de Cabo Verde conta com 68 membros fundadores, residentes e na diáspora, e na reunião foram aprovados os instrumentos reguladores - Regulamento Interno e Regulamento Eleitoral - e eleitas as direções do Conselho Fiscal, presidido pelo académico Albertino Graça, e da Comissão para Marca Logo e Portal e Infraestruturação Tecnológica, liderado pelo cineasta e antigo ministro da Cultura Leão Lopes.
 
Entre os promotores da ACH-CV figuram também personalidades como Corsino Tolentino, Germano Almeida, Manuel Brito Semedo, Manuel Veiga, Waldemar Brito, Maria Odete Pinheiro, Amália de Melo Lopes, Nominanda Fonseca e Anete Felicidade Almeida.
 
 
Foto: Renato Frederico | notícias.sapo.cv / brito-semedo.blogs.sapo.cv

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas