Terça-feira, 22 de Outubro de 2019
Notícias

25.º aniversário do IPOR em Macau

Países: Macau

Divulgação

O Instituto Português do Oriente (IPOR), em Macau, assinala em outubro o 25.º aniversário com uma exposição que percorre os principais momentos da atividade da instituição.
 
Em declarações à agência Lusa, João Neves, diretor do IPOR, explicou que os 25 anos são assinalados também “com todas as atividades que o IPOR vai organizando entre 2014 e 2015, num programa que se pretende variado e apelativo”. “A exposição é um marco do nosso percurso, eventualmente algo de mais visível a marcar uma celebração, mas temos outros projetos, como o Guia de Conversação chinês/português, e concluir as ferramentas digitais para os professores, projetos que estarão terminados até ao final do ano”, disse.
 
Com o Guia de Conversação, que está a ser traduzido, e com o ‘software’ para os professores, João Neves defende que “ficam criadas as ferramentas adicionais que visam facilitar uma melhor aprendizagem da língua que podem ser utilizadas quer em Macau, quer noutros pontos da região”.
 
Além do reforço dos materiais disponíveis para professores e alunos, o IPOR vai apostar num desafio às competências linguísticas, lançando até ao final do ano um campeonato de língua para alunos das escolas e das universidades em colaboração com outras instituições ligadas ao ensino da língua. “Pretendemos iniciar este campeonato com cerca de mil alunos, aos quais vão ser distribuídos, em três fases distintas, alguns desafios na língua portuguesa que vão aumentando de dificuldade até chegarmos a um grupo de 30 alunos na fase final”, disse ao acrescentar que os desafios “não serão um teste pela vertente avaliativa, mas um desafio lúdico aos conhecimentos”.
 
A “língua e o futebol” serão o tema forte da Conferência IPOR a realizar a 6 de Dezembro pela sociolinguista Clotilde Almeida, da Universidade de Lisboa.
 
O DOC Lisboa volta a Macau em novembro desta vez com a participação do realizador André Almeida, cujo documentário “A campanha do ‘Creoula’” foi recentemente premiado em Portugal”. “Temos um conjunto de iniciativas que ajudam a consolidar o nosso papel enquanto promotores da língua e de expressões da cultura portuguesa, ao mesmo tempo que apostamos na modernização e ampliação das formas de ensino acompanhando as novas tecnologias”, concluiu João Neves.
 
Revista Macau
Gonçalo Lobo Pinheiro, Revista Macau

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas