Sábado, 17 de Agosto de 2019
Investigação/projetos

Testemunho, Memória e Identidade

Países: Portugal

História

Num momento em que a densidade semântica das identidades e da memória é repensada e questionada, urge revisitar os primeiros testemunhos de uma vontade de deixar memória dos feitos que ocorreram no território que viria a ser Portugal.
 
O projeto aplica os procedimentos científicos mais atuais de crítica e de análise textual.
 
Esta disciplina tem vindo progressivamente a revelar-se fundamental para o conhecimento histórico, literário, filológico e cultural, tanto dos textos que se estudam, como dos meios culturais e políticos para os quais são elaborados e nos quais são elaborados, bem como das condições específicas de produção, o que tem levado os investigadores das últimas décadas a revisitar as metodologias da crítica textual no sentido de a percecionar como uma ferramenta que permite ir muito mais além da mera determinação do texto mais próximo do original. Face às evidentes potencialidades de uma crítica textual rigorosa e prenhe de leituras alternativas, o estudo dos textos em toda a sua complexidade, do texto crítico, como das suas variantes, tem vindo a revelar-se um instrumento de abordagem dos ambientes culturais e políticos e das mentalidades medievais absolutamente incontornável.
 
Sediado no IEM, este projeto levará a cabo uma inovadora edição crítica dos Annales Portugalenses Veteres, os primeiros textos historiográficos produzidos em ambiente “português”. A edição será disponibilizada online, em acesso aberto, acompanhada pela sua tradução e por um conjunto de estudos, que facilitarão o seu acesso, quer ao público especializado, quer ao público mais generalista. Pretende-se abordar as importantes questões da tradição e transmissão cultural que estes textos veiculam, reposicioná-los no seu contexto peninsular e entender como, enquanto “monumentos de memória” eles permitem entender as questões relacionadas com a construção de discursos de identidade que protagonizam.
 
Maria João Branco, investigadora integrada do IEM lidera a equipa multidisciplinar do Projeto “Testemunho, Memória e Identidade: os Annales Portugalenses Veteres e a construção da mais antiga tradição historiográfica do território portucalense”, aprovado para cofinanciamento no concurso de Apoio a Projetos de Investigação nos Domínios da Língua e Cultura Portuguesas da Fundação Calouste Gulbenkian 2014.
 
Investigadora Responsável: Maria João Branco
Equipa de Investigação: Cristina Cunha – História Medieval, Diplomática (CITCEM-FL-UP), Isabel Barros Dias – Literatura Medieval, Historiografia (IEL-IEM-FCSH/NOVA e U. Aberta), Rodrigo Furtado – Estudos Clássicos (CEC-FL-UL), André E. Marques – História Medieval (IEM- FCSH/NOVA), Alícia Miguelez – Arte Medieval, Iconografia (IEM-FCSH/NOVA), Filipe Alves Moreira – Literatura Medieval, Historiografia (IF-FL-UP), Maria João Silva – História Medieval, Paleografia (CITCEM-FL-UP e CEHR-UCPLisboa), Covadonga Valdaliso – História Medieval, Historiografia (CHSC-FL-UC).
Consultores: Francisco Bautista – Historiografia Medieval Peninsular (Universidad de Salamanca), José Mattoso – História Medieval (IEM-FCSH/NOVA)
Duração: 2015-2016
 
IEM
"FCSH biblioteca MSMC" por Luis Miguel Reis - Obra do próprio. Licenciado sob Public domain via Wikimedia Commons.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas