Sábado, 15 de Dezembro de 2018
Investigação/projetos

RESISTANCE | Revolta e Resistência nos Impérios Ibéricos, séculos XVI a XIX

Início: Fim: Países: Alemanha, Argentina, Brasil, Cabo Verde, Chile, Espanha, México, Portugal

História

O projecto RESISTANCE tem como objectivo estudar os processos de resistência de categorias sociais discriminadas, segregadas e “de baixo” nos impérios ibéricos, entre 1500 e 1850. Queremos estudar, de forma comparativa, os fenómenos de resistência activa e passiva em diferentes territórios e cronologias. Analisaremos a morfologia e a gramática da resistência, contrastando: os impérios português e espanhol, os espaços europeus e não europeus, e a sua evolução ao longo desses 250 anos, sempre com o propósito de destacar o papel dos grupos subalternizados na transformação social.

O RESISTANCE visa ainda a transferência de conhecimento para diferentes públicos, com destaque para os públicos escolares, através de pequenos vídeos e entrevistas que chamem a atenção para o papel que esses grupos “sem voz” tiveram nos processos de mudança societal. Ao mesmo tempo, queremos sinalizar as diferentes formas de construção e transmissão da memória oficial e da sua possível contestação.

O projecto conta com a participação de 13 instituições, sendo sete instituições europeias – quatro delas portuguesas (Universidade de Évora, FCSH-NOVA, ICS-ULisboa, ISCTE-IUL, Max Plank Institute, Universidad de Cantabria e Universidad de Santiago de Compostela) e seis instituições não europeias (Pontificia Universidad Católica de Chile,  Universidad Nacional de La Plata, Universidade de Cabo Verde, El Colegio de Michoacán, Universidade Federal da Bahia e Brown University). Ao todo estão envolvidos 102 investigadores, com áreas de interesse diversas que confluem para compreender os actores e cenários de resistência na Europa, Américas, Ásia e África.

O RESISTANCE teve início em Junho de 2018 e tem duração prevista de quatro anos. O arranque dos trabalhos de investigação aconteceu a 12 e 13 de Julho na Universidade de Évora, com a realização do Symposium I - Quadros Teóricos e Historiografia. Esse simpósio foi o primeiro de oito encontros previstos e reuniu os investigadores do RESISTANCE para discutir o estado da arte e os próximos passos da investigação.

O projecto RESISTANCE é coordenado por Mafalda Soares da Cunha - Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades (CIDEHUS-UÉVORA) - e financiado pela Comissão Europeia ao abrigo do programa RISE/Horizonte2020 (contrato 778076).

Mais informações em www.resistance.uevora.pt

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas