Segunda-feira, 18 de Março de 2019
Formação

Curso "O Brasil contemporâneo e a democracia: problemas políticos, jurídicos e culturais"

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Estudos Brasileiros, História, Política

Inscrições abertas até 14 de dezembro.

O curso tem por objetivo principal refletir e clarificar, de forma interdisciplinar e comparativa, questões contemporâneas sobre a democracia brasileira e suas ruturas, nos planos cultural, histórico e jurídico, em relação com outras experiências históricas ibero-americanas. Procurando esclarecer noções e conceitos, discutir-se-ão os termos "golpe", "democracia", "direitos indígenas", "justiça", "intervenção cultural". Serão questionados os mecanismos de construção de regimes de exceção, os imaginários em disputa, as problemáticas da efetivação das políticas de memória, as correlações entre arte e política, os desdobramentos da crise em curso e as possibilidades de reforço das formas de resistência e de garantia do Estado Democrático.

Programa

Partindo de perspetivas de história das ideias e estudos culturais, este curso conta com a participação de docentes e investigadores da NOVA FCSH e de professores e investigadores convidados brasileiros, numa perspetiva interdisciplinar e interinstitucional. O curso está concebido em dez sessões abrangendo grandes eixos temáticos em torno dos processos culturais, históricos e jurídicos que ajudam a entender as fraturas democráticas na conjuntura brasileira atual. Tendo como referência temporal o impeachment de Dilma Rousseff em 2016 e os conflitos ulteriores, haverá espaço para debater os desafios da atualidade, na sequência das eleições presidenciais que entretanto terão tido lugar, não apenas numa perspetiva política e constitucional, mas também tendo em conta as dinâmicas culturais e sociais que todo este processo tem gerado. As questões serão desenvolvidas por meio de aulas expositivas-dialogadas, leitura de bibliografia recomendada, levantamento de fontes historiográficas, que incluem produções audiovisuais, de modo a ampliar a compreensão sobre diferentes experiências históricas e os seus processos. Pretende-se suscitar novos problemas e formas de investigação, de modo a dar continuidades em outros espaços aos debates iniciados: quer em salas de aula, quer em outros programas de estudos (autodidatas ou académicos), quer em outros espaços de sociabilidade (associações, sindicatos). Partindo de episódios recentes, percorrer-se-á de modo transversal diferentes temporalidades, especificamente quanto às questões sociais e culturais, que atravessaram a historiografia brasileira, bem como seus pontos de contacto, cruzamento e diferenciações com outras historiografias. O que inclui pensar o modo como a cultura, a educação, a comunicação e seus agentes interferem e reagem a conjunturas autoritárias e de exceção; o espetro dos fascismos; a construção de políticas de memórias, mas também os mecanismos de produção de silenciamentos e esquecimentos.

Temas a tratar (as sessões poderão sofrer adaptações)

9/1 – Aula 0. Por que falar do Brasil, aqui, hoje.

11/1 – Aula 1. As lutas sociais - a democracia.

16/1 – Aula 2. As letras e os poderes (literatura, intelectuais, media).

18/1- Aula 3. As lutas sociais - terra e pobreza.

19/1 – Aula 4. Cinema e gênero (sessão especial com duração de 4 horas).

23/1 – Aula 5. A democracia e os povos indígenas.

25/1 – Aula 7. A escravidão em português: que herança?

30/1 – Aula 8. Continuidade e rutura constitucional e política. Por que falar de golpe?

1/2 – Aula 9. Arte e conflito político. Práticas e tradições.

6/2 – Aula 10. Problemática da Transição Política: Mudança, Memória e Justiça.

8/2 – Aula 11. As opções democráticas actuais (sessão final). 

Saiba mais em: http://www.fcsh.unl.pt/formacao-ao-longo-da-vida/cursos-livres/CAN/cursos-can-1/o-brasil-contemporaneo-e-a-democracia-problemas-politicos-juridicos-e-culturais

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas