Quarta-feira, 25 de Novembro de 2020
Financiamento/bolsas/emprego

Residências artísticas PROCULTURA PALOP-TL UE em Música e Artes Cénicas

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor

Artes cénicas, Bolsas, Música, Programas

Este concurso pretende apoiar a participação de artistas dos PALOP e Timor-Leste em programas de residências artísticas internacionais, na Europa, Brasil ou países vizinhos dos PALOP e Timor Leste, através da atribuição de subsídios de viagem, incentivando a sua circulação internacional. O PROCULTURA é uma ação financiada pela União Europeia que tem como objetivo contribuir para o aumento do emprego em atividades geradora de rendimento na economia cultural e criativa nos PALOP e Timor-Leste.

Financiamento

  • O montante máximo de subsídio de viagem a atribuir será de 1.500€, por artista.
  • No caso dos cidadãos timorenses, a bolsa poderá ir até aos 2.000€ no caso da residência artística se realizar fora da Ásia.

Condições de elegibilidade

  • São elegíveis candidaturas de cidadãos nacionais e residentes de um país dos PALOP (Angola, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe) ou de Timor-Leste, para residências artísticas nas áreas da música (criação ou interpretação de música vocal, instrumental ou eletrónica) e artes cénicas (criação ou apresentação em teatro, dança, artes circenses, ópera e performance).

  • Os candidatos devem, previamente, apresentar candidaturas a instituições de acolhimento de residências artísticas, na Europa, no Brasil, na Austrália ou em países que partilhem fronteiras com os PALOP e Timor-Leste.

  • O pagamento efetivo da bolsa de viagem ao candidato dependerá de prova de admissão à residência artística.

  • As residências artísticas devem realizar-se no período máximo de doze meses a partir da data da atribuição da bolsa de viagem.

As candidaturas decorrem entre 1 de junho e 30 de setembro.

PROCULTURA é uma Ação do Programa Indicativo Multianual PALOP - Timor-Leste e União Europeia, financiada pela União Europeia, cofinanciada pelo Camões, IP e pela Fundação Calouste Gulbenkian. Tem por objetivo contribuir para a criação de emprego na economia cultural e criativa nos PALOP e em Timor-Leste.

Para mais informação consulte o regulamento no portal da Fundação Calouste Gulbenkian.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas