Sábado, 25 de Janeiro de 2020
Financiamento/bolsas/emprego

Bolsas do Programa de Doutoramento em Antropologia ― ISCTE-IUL / FCSH-NOVA

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Antropologia, Bolsas, Doutoramento

O Programa de Doutoramento em Antropologia: Políticas e Imagens da Cultura e Museologia foi seleccionado no âmbito do concurso para financiamento da Fundação para a Ciência e Tecnologia, IP (FCT), tendo-lhe sido atribuídas 8 bolsas de doutoramento (4 bolsas nacionais e 4 bolsas mistas).
 
O Programa de Doutoramento FCT em Antropologia: Políticas e Imagens da Cultura e Museologia visa fornecer uma aproximação simultaneamente diversificada e crítica aos processos contemporâneos de produção e reprodução de formas culturais e formar investigadores e profissionais altamente qualificados, com particular foco no Património Cultura Imaterial. A par da incidência nas práticas culturais e no Património Cultural Imaterial em Portugal, o programa visa também outros contextos de pesquisa em três eixos geográficos: países do Mediterrâneo, Brasil e países africanos de língua oficial portuguesa.
 
O programa é promovido conjuntamente pelo ISCTE-IUL e pela FCSH-NOVA, em articulação com três centros de investigação – CRIA, INET/FCSH-NOVA e IELT/FCSH-NOVA – com pesquisa consolidada nas áreas da antropologia, etnomusicologia e literaturas tradicionais.
 
Para formalizar a candidatura às bolsas, o candidato deverá candidatar-se ao ISCTE-IUL / FCSH-NOVA através do Programa de Antropologia: Políticas e Imagens da Cultura e Museologia: http://iscte-iul.pt/cursos/doutoramentos/22506/condicoes_de_acesso_e_processo_de_seleccao_copy1.aspx
 
A duração da bolsa é anual, prorrogável até ao máximo de quatro anos, não podendo ser concedida por períodos inferiores a seis meses consecutivos.
 
Podem candidatar-se ao presente concurso: Cidadãos nacionais, ou cidadãos de outros estados membros da União Europeia; Cidadãos de estados terceiros, detentores de título de residência válido ou beneficiários do estatuto de residente de longa duração, nos termos previstos na Lei n.º 23/2007, de 4 de julho, alterada pela Lei nº 29/2012, de 9 de agosto; Cidadãos de estados terceiros com os quais Portugal tenha celebrado acordos de reciprocidade; Cidadãos de estados terceiros, sempre que no respectivo aviso de abertura esteja previsto um método de selecção de entrevistas individuais. Às bolsas cujo programa de trabalhos seja desenvolvido total ou parcialmente em instituições estrangeiras só podem candidatar-se os cidadãos nacionais ou estrangeiros, que tenham residência permanente em Portugal.
 
Período de apresentação de candidaturas: o concurso está aberto entre 9 e 16 de setembro de 2015.
 
Programa de Doutoramento em Antropologia: Políticas e Imagens da Cultura e Museologia
Referência: PIC-PD/00423/2012
Área científica genérica: Antropologia
Área científica específica: Antropologia Social
Número de vagas: 8
Instituição de acolhimento: CRIA ― Centro em Rede de Investigação em Antropologia.
 
Mais informação disponível no edital do concurso:
http://www.eracareers.pt/opportunities/index.aspx?task=global&jobId=64237&lang=pt


Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas