Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
Congressos

O Oriente em Tradução: Línguas, Literaturas e Culturas Asiáticas no Espaço Luso

Início: Fim: Países: Portugal

Ciências Humanas, Língua, Literatura

Portugal tem uma longa tradição de relatos de viagens que remonta ao período dos Descobrimentos. Nos séculos XVI e XVII, foram relatos portugueses que divulgaram na Europa as primeiras imagens renascentistas da China e do Japão, apresentados como lugares de perfeição que invertiam os desmandos europeus. Desde então, a representação do chamado Extremo Oriente tem sido um tópico recorrente não apenas nos relatos de viagens, mas também na ficção literária e nas demais manifestações artísticas (pintura, música, arquitectura, etc.). Esses primeiros contactos, marcados por um deslumbramento por esses países longínquos, com especial destaque para a China e o Japão, deram lugar, a partir do final do século XVIII, a um Renascimento Oriental, que se intensifica ao longo do século XIX e no início do século XX, acompanhando a expansão dos impérios europeus na Ásia. O ciclo colonial português foi formalmente encerrado em 1999 com a transferência da administração de Macau para a República Popular da China. O fim desse ciclo veio permitir estudar o Orientalismo Português de uma perspectiva pós-colonial, em que Macau representa um importante tópico de pesquisa, tendo em conta a sua relevância geográfica como mediador entre mundos (China, Japão, Índia e Europa), mas também em virtude do significado simbólico de “Macau” enquanto porta/porto.
 
Este colóquio internacional – 32 da série Alteridades, Cruzamentos, Transferências (ACT) organizada pelo Centro de Estudos Comparatistas – convida à submissão de propostas para comunicações de 20 minutos que ofereçam perspectivas transdisciplinares, comparativas e inovadoras sobre os contactos, negociações e circulações entre o espaço luso e os demais espaços asiáticos, compreendidos num escopo temporal lato.
 
Sugerem-se os seguintes tópicos, embora não sejam vinculativos:
― O Oriente como espaço de tradução cultural;
― Importações culturais, estéticas e literárias do espaço asiático;
― O Orientalismo Português como estética europeia (séculos XIX e XX);
― Os orientalistas e a sua actividade de tradução;
― Representações da Ásia (do Extremo Oriente à Ásia Meridional, Sudeste, Insulíndia, etc.) na arte e no discurso historiográfico portugueses;
― O Oriente e o exótico: os seus significados e significantes;
― A escrita e o seu valor etnográfico: viagens, imaginários e símbolos;
― Literatura, turismo e utopias/distopias;
― Didáctica da língua: o ensino de línguas asiáticas no espaço luso;
― Descrições gramaticais de línguas asiáticas resultantes do encontro com o espaço luso.
 
Línguas de trabalho: Português, Inglês e Francês.
 
As propostas de comunicação devem ser enviadas até ao dia 30 de Junho para o endereço do colóquio: trad.oriente2015@gmail.com.
 
As propostas devem incluir os seguintes elementos:
• título da comunicação;
• nome do(s) orador(es);
• afiliação institucional;
• resumo (até 500 palavras e 5 palavras-chave);
• endereço electrónico;
• indicação da língua de apresentação (Português, Inglês ou Francês);
• breve nota biográfica (até 150 palavras);
• indicação dos requisitos audiovisuais.
 
Data-limite para envio das propostas: 30 de junho de 2015
Notificação de aceitação: 15 de julho de 2015
 
Inscrições:
– até 15 de Setembro de 2015
Estudantes (mestrandos e doutorandos) – 40 €
Não estudantes – 60 €
– de 16 de Setembro até 9 de Novembro de 2015
Estudantes (mestrandos e doutorandos) – 60 €
Não estudantes – 80 €
 
O Oriente em Tradução:
Línguas, Literaturas e Culturas Asiáticas no Espaço Luso

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Anfiteatro III
26-27 Novembro 2015

 
Organização
― Catarina Nunes de Almeida (Centro de Estudos Comparatistas)
― Marta Pacheco Pinto (Centro de Estudos Comparatistas)
 
Comissão Científica
― Ana Paula Avelar (Centro de História d’Aquém e d’Além-Mar da Universidade Nova de Lisboa)
― Ana Paula Laborinho (Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa)
― Catarina Nunes de Almeida (Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa)
― Everton V. Machado (Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa)
― Hugo Cardoso (Centro de Linguística da Universidade de Lisboa)
― João Ferreira Duarte (Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa)
― Marta Pacheco Pinto (Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa)
 
Iniciativa no âmbito dos projectos Orientalismo Português (séculos XIX-XX) e Corpos em Movimento: Itinerários e Narrativas em Tradução.
 
Centro de Estudos Comparatistas
Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa
Alameda da Universidade
1600 - 214 Lisboa
Portugal

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas