Segunda-feira, 02 de Agosto de 2021
Publicações

Revista Scripta (PUC Minas): Desordem informacional e propagação de fake news

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, Comunicação, Literacia

Tema: Desordem informacional e propagação de fake news: a importância da formação do leitor

“Desordem informacional” é expressão que tem sido utilizada para designar nuanças do processo de manipulação de informação, para além de notícias comprovadamente falsas (fake news). Tandoc Jr., Lim e Ling (2018), por exemplo, na revisão de 34 artigos científicos que tratavam do conceito de fake news no período de 2003 a 2017, em áreas como Comunicação/Jornalismo, Psicologia, Ciência da Computação e Ciência Política, nos Estados Unidos, principalmente, mas também na Austrália, China e Itália, chegaram a uma proposta de classificação em tipos: de sátira e paródia de notícias à fabricação, manipulação, publicidade e propaganda. Essa classificação coloca em evidência, por um lado, a complexidade do fenômeno, não restrito ao dualismo verdadeiro/falso, como apontado em outros estudos, como os de Wardle e Derakhshan (2017), Martens et al. (2018), Blackburn (2018) e McIntyre (2018), numa era reconhecida como era da pós-verdade; por outro, a tentativa de o pesquisador compreender funções sociais dos interagentes num complexo processo de produção de sentidos na/da linguagem.

Siarova, Sternadel e Szönyi (2019), no relatório Ciência e letramento científico como desafio educacional, da Comissão da Cultura e da Educação do Parlamento Europeu, destacam o problema da desinformação e da propagação de fake news por toda a Europa num contexto de teorias conspiratórias, ceticismo em relação à catástrofe climática e movimentos anticiência e antivacina. Essa situação adversa e de forte influência na formação acadêmico-científica de crianças, jovens e adultos, foi colocada em evidência em 2020, com a pandemia da Covid-19, em que a (falta de) qualidade das informações sobre a doença ou suas formas de prevenção e cura (GALHARDI et al., 2020; ISLAM et al., 2020) fez com que a Organização Mundial de Saúde (OMS) cunhasse e passasse a utilizar o termo infodemia “para caracterizar o comportamento ‘viral’ da disseminação de notícias falsas, imprecisas ou enganosas sobre essa doença (mas não apenas), com prejuízo para a informação de qualidade, a saúde e a democracia.” (KOMESU; ALEXANDRE, SILVA, 2020, p. 186).

Siarova, Sternadel e Szönyi (2019) propõem que o problema da desinformação deve ser tratado no âmbito do letramento científico, com ênfase em situações cotidianas em que essa formação científica é concretamente solicitada na relação com outros (interlocutores, textos). A questão da formação leitora é assim colocada como central no enfrentamento à desinformação.

Este dossiê temático da Revista Scripta (PUC Minas) convida autores interessados em submeter artigos originais, resultantes de pesquisa com dados, e que abordem a importância da formação do leitor no contexto da desinformação e da propagação de fake news.

Eixos temáticos:

  1. Leitura de textos multimodais na era da desinformação: datificação, governança algorítmica, astroturfingdeepfake, redes de seguidores falsos, bots e ciborgues.
  2. Alfabetização/letramento científico e alfabetização/letramento midiático em contexto escolar/acadêmico visando ao enfrentamento da manipulação de informação.

Referências

BLACKBURN, S. On truth. United Kingdom: Oxford University Press, 2018.

GALHARDI, C. P. et al. M. Fato ou Fake? Uma análise da desinformação frente à pandemia da COVID-19 no Brasil. Ciência & Saúde Coletiva,  Rio de Janeiro,  v.25, supl.2, p. 4201-4210,  Out.  2020.  Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232020006804201&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 02 jan. 2021.

ISLAM, M. S. et al. COVID-19-Related infodemic and Its impact on public health: A global social media analysis. The American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, 103(4), p.1621–1629, 2020.

KOMESU, F.; ALEXANDRE, G. G.; SILVA, L. S. A cura da infodemia? O tratamento da desinformação em práticas sociais letradas de checagem de fatos em tempos de Covid-19. In: RODRIGUES, D. L. D. I.; SILVA, J. Q. G. (org.). Estudos aplicados à prática da escrita acadêmica: colocando a mão na massa. Belo Horizonte: Editora PUC Minas, 2020. p.186-229.

MARTENS, B. et al. F. The digital transformation of news media and the rise of disinformation and fake news: an economic perspective. Seville: European Commission, Joint Research Centre, 2018. Disponível em: https://ec.europa.eu/jrc/en/publication/eur-scientific-and-technical-research-reports/digital-transformation-news-media-and-rise-disinformation-and-fake-news. Acesso em: 02 jan. 2021.

McINTYRE, L. Post-Truth. Cambridge, Massachussets: MIT Press, 2018.

SIAROVA, H.; STERNADEL, D.; SZÖNYI, E. Research for CULT Committee: Science and Scientific Literacy as an Educational Challenge. Brussels: European Parliament, 2019. Disponível em: https://www.europarl.europa.eu/RegData/etudes/STUD/2019/629188/IPOL_STU(2019)629188_EN.pdf. Acesso em: 02 jan. 2021.

TANDOC Jr., E. C.; LIM, Z. W.; LING, R. Defining “Fake News”. Digital Journalism, v. 6, n. 2, p. 137-153, 2018.

WARDLE, C.; DERAKHSHAN, H. Information Disorder: toward an interdisciplinary framework for research and policy making. Strasbourg: Council of Europe, 2017. Disponível em: https://rm.coe.int/information-disorder-toward-an-interdisciplinary-framework-for-researc/168076277c. Acesso em: 02 jan. 2021.

 

Organizadoras

Juliana Alves Assis (PUC Minas)

Fabiana Komesu (Unesp)

Marie-Christine Pollet (Université Libre de Bruxelles)

 

Outras informações importantes:

1) Para acessar a revista: http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta

2) Normas para submissão: http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/about/submissions

3) Período de submissão:  1/ 4/2021 a 30/6/2021, pelo sistema eletrônico de editoração de periódicos: http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta.

4) Em que seção submeter: O texto deve ser submetido nas seções artigo, resenha ou entrevista, conforme o caso. Inserir mensagem ao editor: texto enviado para a revista v. 25 n. 54.

5) Idiomas: português, espanhol, francês, inglês e italiano.

6) Previsão de publicação: agosto de 2021

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas