Domingo, 13 de Junho de 2021
Publicações

Processos psicossociais e vulnerabilidades em contextos rurais e urbanos

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, Ciências Humanas e Sociais, Estudos Interdisciplinares

Revista Interdisciplinar Encontro das Ciências - RIEC | ISSN: 2595-0959 |

Chamada para dossiê

Processos psicossociais e vulnerabilidades em contextos rurais e urbanos: teoria, metodologia e práticas transformadoras

 

Organizadores

Me. Tadeu Lucas de Lavor Filho – UniVS/UFC

Ma. Rochelly Rodrigues Holanda - UFC

Ma. Vilkiane Natercia Malherme Barbosa - UFC

Me. Antoniel dos Santos Gomes Filho - UniVS

 

ORIENTAÇÕES

O prazo para submissão é 31 de Julho de 2021 e os manuscritos devem ser enviados via internet, exclusivamente no website da Revista RIEC (http://riec.fvs.edu.br/index.php/riec/login/signIn). Toda e qualquer submissão será recebida sob a condição de que o material nunca foi publicado, nem está em avaliação por outro periódico. O processo de avaliação do manuscrito é cega por pares, que preserva a identidade dos autores e consultores.

O objetivo deste dossiê é reunir reflexões que abarquem fenômenos e processos sociais e políticos em contextos rurais e urbanos, partindo de uma perspectiva interdisciplinar e interseccional, que analisem identidades sociais e sistemas de hierarquização de populações que produziram ou sofreram processos de exclusão, opressão ou discriminação.

As normas e orientações para submissão podem ser acessadas na página https://www.riec.fvs.edu.br. O Dossiê Especial “Processos psicossociais e vulnerabilidades em contextos rurais e urbanos: teoria, metodologia e práticas transformadoras” tem publicação prevista para 30 de agosto de 2021. Os limites de páginas abaixo discriminados incluem todos os elementos do manuscrito (títulos, resumo, abstract, resumen, texto, tabelas, quadros, figuras, referências bibliográficas, notas e apêndices): 20 páginas para artigos (estudos empíricos, estudos teóricos e revisões críticas da literatura). Relatos de pesquisa precisam do parecer do Comitê de Ética em Pesquisa. Os artigos precisam se alinhar a pelo menos um eixo proposto pelo dossiê e este deve ser pontuado na capa do artigo.

EIXO I - DIREITO HUMANOS, JUSTIÇA E POLÍTICAS SOCIAIS:  TEORIAS, METODOLOGIAS E PRÁTICAS.

EIXO II -  PROCESSOS DE PROMOÇÃO E VULNERABILIZAÇÃO EM SAÚDE: DETERMINANTES PSICOSSOCIAIS DE SAÚDE EM DIFERENTES CONTEXTOS.

EIXO III - CONSTRUÇÃO DE AUTONOMIA, EMANCIPAÇÃO E DE NOVOS CONTEXTOS DE PARTICIPAÇÃO SOCIAL EM EDUCAÇÃO FORMAL, NÃO FORMAL E INFORMAL.

EIXO IV - PROCESSOS DE EXCLUSÃO EM DIFERENTES TERRITÓRIOS A PARTIR DOS MARCADORES SOCIAIS DE CLASSE, RAÇA, GÊNERO, GERAÇÃO, ESCOLARIDADES, ETC.

EIXO V -  ABORDAGEM COMUNITÁRIA EM CONTEXTOS URBANOS E RURAIS: E SUAS INTERSECÇÕES COM PROCESSOS DE VULNERABILIDADE SOCIAL.

Diferentes políticas de vulnerabilização social tem expressado seus efeitos na atualidade através de crises econômicas, políticas e humanitárias. Inevitavelmente, as questões centrais relativas ao cenário sociopolítico e econômico têm sido problematizadas com destaque para o aprofundamento de desigualdades sociais, que engendram processos de opressão e discriminação em territorialidades díspares. No Brasil, para se avançar sobre o tema é necessário superar análises estritamente voltadas aos aspectos econômicos e observar a especificidade de como se engendra no país o processo da modernização, especificamente a partir de pressupostos culturais e sociais que naturalizam desigualdades explicitamente sob o viés do preconceito racial, de classe (SOUZA, 2005) e gênero (GONZALEZ, 1984). De formas mais ou menos complexas e em diferentes contextos, processos de vulnerabilidade e exclusão atravessam territorialidades rurais e urbanas.

A dimensão dos impactos psicossociais no que concerne às práticas repressivas – assim como das resistências – permanecem como temas relevantes a serem explorados. Com isso, o Dossiê “Processos psicossociais e vulnerabilidades em contextos rurais e urbanos: teoria, metodologia e práticas transformadoras”, visa ampliar discussões inspiradas por uma pluralidade de perspectivas que marcam essa temática, auxiliando na compreensão de fenômenos contemporâneos frente à diferentes objetos e abordagens teórico-metodológicas de investigação. Ademais, nos interessa discussões acerca de diferentes abordagens e estratégias de enfrentamento e resistência que têm sido desenvolvidas frente a estas realidades, nos campos da saúde, assistência, educação e movimentos sociais.

Referências

GONZALEZ, Lélia. Racismo e sexismo na cultura brasileira. Revista Ciências Sociais Hoje –Anuário de Antropologia, Política e Sociologia. 1984.

SOUZA, Jessé. Raça ou classe? Sobre a desigualdade brasileira. Lua Nova, São Paulo ,  n. 65, p. 43-69,  Aug.  2005.

Fonte: http://riec.fvs.edu.br/index.php/riec

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas