Sexta-feira, 25 de Junho de 2021
Publicações

História e sociologia das migrações entre a América do Sul e a Europa

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, História, Migrações, Sociologia

Périplos. Revista de Pesquisa sobre Migrações
Chamada para número temático

História e sociologia das migrações entre a América do Sul e a Europa: diálogos interdisciplinares

 

Coordenadores:

Yannis G.S. Papadopoulos, Professor Visitante da Universidade de Brasília (UnB). Doutor em História pela Universidade Panteion de Ciências Sociais e Políticas. ipapadopoulos@unb.br

Thales Speroni, pesquisador de pós-doutorado na Universidade Autônoma de Barcelona (UAB). Doutor em Sociologia pela Universidade Autônoma de Barcelona (UAB) e pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). thalessperoni@gmail.com


Prazo para submissão de artigos: 30 de setembro de 2021

https://periodicos.unb.br/index.php/obmigra_periplos/about/submissions

 

Do século 19 até o início da Segunda Guerra Mundial, milhões de europeus emigraram para a América do Sul. Essa tendência se manteve nas décadas seguintes, mas, desde as últimas décadas do século 20, os países da América do Sul progressivamente se firmaram como locais de geração de imigrantes. Junto com os Estados Unidos, o continente europeu (especialmente o sul da Europa) tornou-se um destino prioritário para os emigrantes sul-americanos. Muitos deles são descendentes de europeus que emigraram para a América do Sul no final dos séculos XIX e XX e que mobilizaram este “capital étnico” para facilitar a sua integração e aquisição da cidadania no país de acolhimento. Os países europeus tenderam a adotar uma abordagem diferenciada em relação a esses imigrantes considerados mais facilmente assimiláveis, embora em muitos casos tenham sido estigmatizados como “pseudo-europeus”.

Este número temático pretende discutir, a partir de perspectivas críticas, reflexivas e interdisciplinares, as representações e implicações sociais das circularidades trans-históricas entre as duas margens do Atlântico. Este número está especialmente aberto a contribuições que busquem analisar como o passado, o presente e o futuro dessas mobilidades ocorrem simultaneamente. O pressuposto teórico deste número temático é que o passado lembrado se constrói e é construído pelo presente interpretado, bem como pelos futuros imaginados. Embora vários acadêmicos estudem a mobilidade entre a América do Sul e a Europa, até o momento são poucos os estudos sobre os impactos da migração transgeracional nas sociedades de origem e destino.

Esta questão responde à necessidade emergente de estudar a mobilidade transgeracional e seus impactos nos discursos, atitudes e regulamentações relacionadas à cidadania. Em particular, buscam-se perspectivas críticas e interdisciplinares que analisam as mobilidades transgeracionais e transcontinentais entre a América do Sul e a Europa e suas consequências para a definição das bases raciais e étnicas das concepções de cidadania.

Esta chamada de artigos convida à submissão de artigos que, a partir de diferentes perspectivas disciplinares e objetos de análise, abordem as interfaces entre o passado, o presente e o futuro das migrações entre a América do Sul e a Europa. Em particular, são incentivadas contribuições que abordem os seguintes eixos:

  • Histórico: mobilidade entre a Europa e a América do Sul e impacto nas sociedades de envio e recebimento;
  • Crítico-normativo: as desigualdades e injustiças que marcam as pontes entre as formas de compreensão e de construção de políticas institucionais no passado e no presente da mobilidade entre a Europa e a América do Sul;
  • Jurídico: a evolução histórica das políticas migratórias e a circularidade dos marcos regulatórios entre a América do Sul e a Europa;
  • Família e geração: o papel e as implicações da ancestralidade europeia para os imigrantes sul-americanos na Europa contemporânea;
  • Museológico: as formas como os museus representam as ligações entre o passado, o presente e o futuro das migrações entre a América do Sul e a Europa;
  • Meios de comunicação: as diferentes formas como os meios de comunicação narram as migrações passadas e presentes entre os dois continentes;
  • Atitudinal: possíveis diferenças nas atitudes sociais em relação às migrações passadas e presentes;
  • Ético-normativo: as implicações éticas e normativas das circularidades trans-históricas entre a América do Sul e a Europa.

Esses tópicos são para orientação. Podem ser aceitas propostas sobre outros tópicos e abordagens relacionadas ao tema da monografia.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas