Segunda-feira, 23 de Maio de 2022
Publicações

"Covid-19 na América Latina" – chamada da História, Ciências, Saúde – Manguinhos

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, História, Saúde

Covid-19 na América Latina – Conflitos, Resistências e Desigualdades
Número especial da revista HCS-Manguinhos a ser lançado em 2023
Editores: Claudia Agostoni, Karina Ramacciotti, Carlos Paiva e Marcos Cueto

A epidemia de covid-19 intensificou, nos países em desenvolvimento, profundas desigualdades sociais, respostas oficiais insuficientes e debates acalorados sobre o corpo humano, a doença e a prevenção, aos quais convergiram a ciência e a política. Ainda assim, revelou a coexistência de graves precariedades, tensões e resiliências nos sistemas de saúde. Isso foi particularmente intenso na América Latina, região que tem uma marcada trajetória nesses problemas, que, durante boa parte de 2020 e 2021, foi o epicentro mundial do covid-19 (fosse pelo maior número de casos, pela maior letalidade ou pelo percentual mais elevado de infectados na população). 

A região também foi palco de casos extremos como o abandono de doentes e cadáveres (por exemplo, os corpos deixados nas ruas de Guayaquil e os enterros em massa em Manaus no início de 2020); de respostas governamentais acusadas de grave negligência e genocídio (como no Brasil de Jair Bolsonaro); de hospitais sobrecarregados e escassos recursos que chegaram a seu limite; de ensaios frustrados de “teoria da imunidade de rebanho” daqueles que contrapuseram saúde pública à economia; de esforços destemidos contra a adversidade de profissionais de saúde, familiares de pacientes e ativistas; da glorificação de remédios “mágicos”, mas ineficazes (como a cloroquina); e da corrupção na aquisição de vacinas.

O propósito deste número especial de História, Ciências, Saúde – Manguinhos (HCSM) é reunir artigos novos, originais e relevantes que, a partir da covid-19, estabeleçam um diálogo entre o passado e o presente. Queremos enriquecer e aprofundar os valiosos trabalhos realizados até agora que permitiram contextualizar a pandemia, fazer comparações com o passado, discutir como ampliar a complexa relação entre ciência, sociedade e política em desastres sanitários, e registrar os desafios dos trabalhadores da saúde. Também nos interessa identificar padrões nos principais problemas arrolados anteriormente, reivindicar a importância de uma perspectiva histórica e comparativa para compreender as epidemias e a saúde pública contemporânea, bem como apresentar reflexões que sirvam, no futuro, tanto a historiadores quanto a cientistas sociais interessados em elaborar estudos mais consistentes acerca da interação entre ciência, saúde e sociedade em situações de crise.

Em virtude disso, faz-se uma chamada para envio de trabalhos inéditos, que, a partir de uma perspectiva histórica e focalizando a América Latina, aprofundem a análise de um ou mais temas a seguir:

  1. Impactos demográficos ou econômicos da pandemia;
  2. Respostas governamentais (incluindo a implementação de subsídios aos setores sociais vulneráveis);
  3. Condições de trabalho dos trabalhadores “essenciais” durante a pandemia;
  4. Demandas e protestos durante a pandemia (incluindo discussões nas redes sociais);
  5. Incertezas científicas, negacionismos e debates sobre tratamentos (incluindo o comportamento dos profissionais médicos durante a pandemia);
  6. A pandemia e seu impacto na governança da saúde regional e internacional;
  7. Vicissitudes e desigualdades na vacinação;
  8. O impacto da epidemia em povos indígenas que vivem em zonas rurais e na Amazônia;
  9. Covid-19 e os meios de comunicação;
  10. Impactos da pandemia nos sistemas de saúde e programas locais de saúde;
  11. Pandemias, imagens, fotografias e história;
  12. A morte e o luto nas epidemias

Além da submissão de trabalhos para a seção Análise, convoca-se a submissão de trabalhos para as seções Resenhas, Depoimentos, Imagens, Fontes, Revisão Historiográfica e Nota de Pesquisa. Os textos devem estar ao formato estipulado nas instruções aos autores da revista e devem ser acompanhados de uma carta ao editor mencionando o desejo de participar do número especial “Covid-19 na América Latina”. Os trabalhos podem ser enviados em espanhol, português e inglês. Este é o calendário para recebimento, avaliação e publicação dos trabalhos:

15 de junho de 2022: prazo para submissão de trabalhos na plataforma ScholarOne nas instruções aos autores da revista.

16 de junho a 30 de dezembro de 2022: processo de avaliação.

2023: publicação do número especial.

Mais informações: marcos.cueto@fiocruz.br

Fonte: HCS-Manguinhos

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas