Segunda-feira, 15 de Agosto de 2022
Publicações

Chamada de Trabalhos para Revista ROTURA: "Cinemas silenciosos em Portugal"

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Chamada para artigos, Ciências da Comunicação, Cinema

Está oficialmente aberto o período de submissão de artigos para o quarto número da ROTURA – Revista de Comunicação, Cultura e Artes, do CIAC – Centro de Investigação em Artes e Comunicação. Sob o tema "Cinemas silenciosos em Portugal", o dossier temático pretende contribuir para atualização dos estudos relacionados com o período do cinema silencioso e lançar novas pistas para uma prática historiográfica em torno do cinema em Portugal. A chamada de trabalhos decorre até ao dia 30 de abril de 2022.

São aceites artigos originais redigidos em português, inglês, espanhol e francês, que abordem os seguintes tópicos:

  • espaços de exibição cinematográfica no tempo do cinema silencioso;
  • experiências singulares de sonorização na exibição (por exemplo, as fitas faladas, acompanhamento musical);
  • modelos de produção no cinema silencioso;
  • o cinema silencioso na imprensa portuguesa (por exemplo, o surgimento de revistas especializadas e a divulgação comercial na imprensa não especializada);
  • a receção crítica na transição do silencioso para o sonoro;
  • as mulheres no cinema silencioso português;
  • contributos estrangeiros para o cinema silencioso português (por exemplo, realizadores como Maurice Mariaud);
  • a distribuição do cinema silencioso em Portugal;
  • restauro e digitalização do cinema silencioso em Portugal.

Apesar do meritório trabalho pioneiro de Manuel Felix Ribeiro, António Horta e Costa ou Fernando Duarte, e dos trabalhos mais recentes publicados por António Ferreira, José de Matos-Cruz ou Tiago Baptista, o período do cinema silencioso (1895-1930) é um dos menos estudados na história do cinema em Portugal. O distanciamento cronológico, a dificuldade crónica no acesso às fontes, ou mesmo o seu desaparecimento, têm sido os principais obstáculos a uma prática historiográfica mais regular e abrangente sobre o período, geralmente muito centrada na narrativa expositiva sobre a estilística dos filmes e dos seus autores (nomeadamente os realizadores), o que desvaloriza ou ignora aspetos contextuais como a economia ou o quadro sociocultural.

Mais informações aqui.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas