Sábado, 25 de Setembro de 2021
Publicações

Call for Papers - Revista Filosófica Lorosa'e | prazo prorrogado

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Timor

Chamada para artigos, Filosofia

Call for Papers - Filosofia e Espiritualidade – Fenomenologia da Experiência Mística

Revista Filosófica Lorosa’e da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Nacional de Timor Lorosa'e

É com muito prazer que se anuncia o primeiro número da Revista Filosófica Lorosa’e da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Nacional de Timor Lorosa’e, com periodicidade anual. Esta revista publica artigos, estudos originais e recensões de todos os temas, problemas e disciplinas filosóficos, procurando promover sinergias entre a filosofia ocidental e oriental. Tem como critérios editoriais a importância e a qualidade filosófica, bem como o carácter pedagógico e/ou inovador dos textos. 

Para o ano de 2021, a Revista Filosófica Lorosa’e terá como tema Filosofia e Espiritualidade – Fenomenologia da Experiência Mística e vem, por este meio, convidar todos os investigadores a submeterem artigos e recensões sobre esta temática, até 31 de julho agosto de 2021, para o seguinte email: lorosaefilosofico@gmail.com.

Este tópico surge na sequência do interesse e dos estudos que estão a ser levados a cabo na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Nacional de Timor Lorosae, como também das linhas de investigação que estão a ser desenvolvidas em torno desta temática. Prevê-se que a publicação da revista seja em formato eletrónico. 

Enquadramento

A fenomenologia da religião procura descrever tão rigorosamente quanto possível a experiência religiosa daquilo que é vivido. O que importa é o que é vivido pelo sujeito na experiência religiosa, qualquer que ela seja. É uma descrição do facto em si do que é a experiência mística. A experiência mística não se encontra fechada em si mesma, mas é um horizonte em aberto que pode ser fecundado pela nossa própria compreensão. A fenomenologia procura, deste modo, compreender todos os níveis de profundidade de vivência do fenómeno religioso. Existe no Homem uma tendência para procurar a sua purificação. E a purificação é procurada num ser cuja natureza reúna, em si, a perfeição.

A escolha é a base de tudo, e enveredar pelo caminho é o princípio básico para uma experiência mística. São necessários os requisitos da simplicidade do ser e da simplicidade da alma por forma a se promover uma experiência mais completa. Quanto menos palavras pronunciarmos, mais nos aproximamos do centro, até atingirmos o silêncio. Sempre que há discurso não se pode estar no coração da experiência, mas apenas na margem dele. A contemplação é algo que é dado ao sujeito, o Homem não pode fazê-lo por si. A contemplação é como se o divino se infundisse na alma e a encontrasse vazia, infundindo-se nela. Quanto menos se fizer alguma coisa mais o sujeito se coloca nessa disponibilidade necessária, pois a aceitação absoluta exige uma quietação interior. Para tal, é necessário desaprender tudo o que nós julgamos saber: a alma tem de estar nua, despida de todos os preconceitos e expetativas.

Seleção dos Trabalhos

Para esta primeira edição, serão bem-vindas todas as contribuições que visem a relação entre filosofia, mística e espiritualidade, através de autores/temas/problemas da filosofia antiga/medieval/moderna e contemporânea (de preferência, com ênfase na descrição fenomenológica da experiência mística), de um ponto de vista da filosofia ocidental/oriental, entre outros.

A escolha dos trabalhos para a revista terá como critérios editoriais a importância e a qualidade filosófica, bem como o carácter pedagógico e/ou inovador dos textos.

Serão aceites trabalhos em língua portuguesa.

Critérios de avaliação para seleção dos trabalhos (artigos, livros, recensões):

  1. Adequação ao tema da revista
  2. Originalidade
  3. Organização e clareza de ideias
  4. Utilização de linguagem técnico-científica/terminologia filosófica
  5. Metodologia
  6. Conclusão
  7. Adequação bibliográfica

Normas Editoriais

Dados Pessoais

Colocar nome de autor do artigo, Habilitações Literárias, afiliação institucional, ocupação e email pessoal. Se tiver Orcid id ou Ciência Vitae id, pode facultá-lo. Por favor, enviar Dados Pessoais no corpo de email ou num documento separado do artigo. Não identifique o trabalho com o seu nome.

Aspetos Técnicos

Margens: 2.5 cm.

Tipo de LetraTimes New Roman.

Tamanho da Letra: Título do Artigo: Letra14, Negrito. Títulos e subtítulos: Letra 12, Negrito. Corpo de texto: letra 12.

Espaçamento entre linhas: 1.5. Texto justificado.

A primeira página deverá conter:

Título do artigo no topo da página, alinhado ao centro, com letra Times New Roman, tamanho 14, em língua portuguesa.

Resumo: máximo de 500 caracteres, incluindo espaços.

Palavras-Chave: máximo de 5.

Abstract: máximo de 500 carateres, incluindo espaços.

Key Words: Máximo 5, em inglês.

Os artigos não podem exceder os 40.000 caracteres, incluindo espaços.

Colocar em itálico palavras de outras línguas.

Norma APA

Pedia-se, por favor, a todos os autores que utilizem a Norma APA (6ªEdição).

Citação autor-data no corpo de texto: (Apelido, ano, p.). Ex: No entanto, “a economia mundial está cada vez a globalizar-se” (Piketty, 2007, p. 109).

Citações diretas com mais de três linhas: Letra 10, margem esquerda 6 cm; restantes margens 2.5 cm, sem aspas e com citação autor-data.

Bibliografia Final

Exemplos:

Livro

PIKETTY, Thomas (2007). A Economia das Desigualdades. Lisboa: Atual Editora.

Artigo de Revista

NZUZI, Taylor (2015). As Implicações Epistemológicas do Sul. Revista de Educação(1), 3-9.

Jornais e Revistas

OLIVEIRA, Guilherme (1993, 15 de Setembro). A Problemática do Bem e do Mal. Jornal O País, pp. 23-27.

 

Para esclarecimento de dúvidas ou de qualquer outra questão, não hesite em enviar email para: lorosaefilosofico@gmail.com ou filipeabraao0@gmail.com.

O Editor,

Filipe Abraão Martins do Couto

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas