Sábado, 28 de Maio de 2022
Notícias

Universidade Federal Fluminense outorga título de Doutor Honoris Causa a Augusto de Campos

Início: Países: Brasil

Solenidade de outorga do Título de Doutor Honoris Causa a Augusto de Campos

Endereço para o evento online (ter, 25/01/2022 - 14:00): 

 

A Universidade Federal Fluminense realizará no próximo dia 25 de janeiro, terça-feira, a solenidade de entrega do título de Doutor Honoris Causa a Augusto de Campos, poeta, tradutor, crítico  e multiartista.

A solenidade ocorrerá em formato on-line e será transmitida pelo canal do Youtube UFF Oficial, a partir das 14h.

A proposta de laurear o poeta brasileiro com o doutorado honorífico é do Núcleo Tradução e Criação do Instituto de Letras da UFF e foi aprovada pelo Conselho Universitário em 04 de setembro de 2019.

Resumo biográfico

Augusto de Campos nasceu em São Paulo, em 1931. Poeta, tradutor, crítico  e multiartista. Sua produção poética se inicia em 1951 com o livro O Rei Menos o Reino. Com Haroldo de Campos e Décio Pignatari lançou em 1952 a revista Noigandres, origem do grupo literário que iniciou o movimento internacional da Poesia Concreta. Em 1953 produziu a série de poemas espaciais em cores, Poetamenos, primeira manifestação da poesia concreta brasileira. Em 1956 participou da organização da 1ª Exposição Nacional de Arte Concreta, no Museu de Arte Moderna, em São Paulo, que reuniu pintores, escultores e poetas. A partir de então seus trabalhos foram incluidos em numerosas exposições nacionais e internacionais de poesia concreta e visual e em diversas antologias editadas no exterior.

Principais livros de poesia: O Rei Menos o Reino, Viva Vaia. Despoesia, Não e Outro. Em colaboração com o artista Julio Plaza: Poemobiles, Caixa Preta e Reduchamp Entre seus ensaios, Teoria da Poesia Concreta, com Haroldo de Campos E Decio Pignatari, Poesía Antipoesía Antropofagia, O Anticrítico, À Margem da Margem, Poesia da Recusa, Música de Invencão. Numerosos livros de tradução focados especialmente na poesia de Arnaut Daniel e dos trovadores provençais, Dante, Cavalcanti, John Donne e os "poetas metafísicos”,Emily Dickinson, Hopkins, Mallarmé, Rimbaud, Rilke, Joyce, Gertrude Stein, Pound, Cummings, Stramm, Maiakóvski e poesia russa moderna. Principais antologias poéticas em língua estrangeira: Em francês, Poétemoins, a cargo de Jacques Donguy (2011).Em espanhol, Lenguaviaje, organizada oor Gonzalo Aguiar. Em alemão: Poesie - eine Anthologie , por Simone Homem de Mello (2021). Em inglês: Concrete Poetry - a 21st Century Anthology, seleção de Nancy Perloff, também em 2021. Prêmio Jabuti de Tradução Literária, em 1979 e 1994, por seus livros Verso Reverso Controverso e Rilke: Poesia-Coisa, Prêmo Único da Fundação Biblioteca Nacional (2005), pela poesia de Não, considerado o melhor livro de 2003. Internacionais: Premio Iberooamericano de Poesia Pablo Neruda, 2014, Grand Prix de Poésie Janus Pannonius, 2017.

Fonte: scs em uff.br

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas