Terça-feira, 23 de Abril de 2024
Congressos

Congresso Internacional Comunizar

Início: Fim: Países: Portugal

Estudos Interculturais, História

A resistência à pobreza e às desigualdades traduz-se em múltiplas práticas sociais que, evitando a transferência acrítica de conceitos e representações, se podem enquadrar na noção abrangente de Comunizar. Os recursos comuns, o associativismo ou as redes informais de cooperação e reciprocidade destacam-se pela sua versatilidade e resiliência, adaptando-se a diferentes sociedades, culturas e conjunturas históricas. Embora valorizados como modelos de desenvolvimento contra-hegemónicos que promovem relações alternativas entre a economia, a sociedade e a natureza, é necessário mais conhecimento sobre a evolução histórica deste repertório de ação colectiva.

O congresso internacional sobre a prática de comunizar ao longo da história tem como objetivo revelar investigações inovadoras informadas pela interculturalidade crítica, promovendo o diálogo de conhecimentos Norte-Sul, valorizando a teoria e a experiência. Neste encontro, pretendemos focar diferentes contextos culturais e reunir investigadores e activistas, considerando as características comuns e especificidades destas práticas sociais. Neste sentido, pretende-se reflectir sobre tópicos cruciais como a classe social, o género ou a etnia e, numa perspectiva diacrónica, avaliar os impactos da expansão do capitalismo e do Estado, bem como da colonialidade, da diáspora ou da agenda de desenvolvimento.

 

Link de acesso Zoom

Descarregar programa (PDF)

 

Comissão científica:
Joana Dias Pereira (Instituto de História Contemporânea — NOVA FCSH / IN2PAST)
Isabel Macedo (Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade — Universidade do Minho)
Sara Jona Laisse (Universidade Católica de Moçambique)
Mirta Lobato (Faculdade de Filosofia e Letras — Universidad de Buenos Aires)
Jordi Estivill (Rede Internacional e Interdisciplinar sobre as Desigualdades)
Montserrat Duch Plana (Ideologies i Societat a la Catalunya Contemporània — Universitat Rovira i Virgili)
Boris Marañon (Instituto de Investigaciones Económicas — Universidad Nacional Autónoma de México)
Jean-Louis Laville (Conservatoire National des Arts et Metiers-Paris)
Fernando Venegas Espinosa (Faculdad de Humanidades y Arte — Universidad de Concepción)
Denise de Sordi (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas — Universidade de São Paulo)
Jacob Cupata (Instituto Superior de Ciências da Educação do Sumbe)

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas