Sábado, 27 de Novembro de 2021
Congressos

Colóquio «Artes, Ócio e Turismo: diálogos do desassossego»

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Arte, Chamada para trabalhos, Turismo

Colóquio «Artes, Ócio e Turismo: diálogos do desassossego»
2 e 3 de dezembro de 2021

Universidade de Aveiro

A obra de arte potencia o desassossego. A contemplação de um quadro, de uma escultura, de uma instalação plástica; a vivência de um concerto musical, de uma performance corporal, de um jogo teatral; a fruição estética e comunicativa das palavras ou das imagens criam o desassossego, abalam, despertam sensações e emoções. E nós vamos querer reagir a esse desassossego, resolver essa nossa agitação interior.

E é então que decidimos viajar, partir em busca de um espaço imaginário, composto por um património de imagens, representações e experiências. Mas o que vamos efetivamente encontrar é uma entidade híbrida, formada por duas dimensões: a material e a imaterial (Michel Lussault, 2007). As artes, pelo facto de serem potenciadoras do imaginário, induzem o desejo de partir à descoberta desses espaços transformadores, de conhecer in loco a dimensão material desses lugares.

Nesse diálogo entre o material e o imaterial, entre o real e o imaginário, entre o palpável e o impalpável, acrescenta o homem capital cultural à sua vida. Durante a viagem, a experiência de lazer, ao carregar consigo o ideal de ócio humanista (Cuenca Cabeza, 2000), gera conhecimento, autonomia, liberdade e age sobre o equilíbrio da própria vida do homem. Por meio da criatividade, o homem pode fortalecer o seu espírito crítico, contudo, é graças ao diálogo com o Outro que ele consolida os seus valores e as suas virtudes.

Ora, no admirável mundo novo onde nos encontramos, os locais reais, imaginários e imagináveis tomaram outro rumo e, transformados pela “tecnomagia” » (Vincenzo Susca, 2008)  digital, ficam, doravante, à distância de uma tecla, transformando-nos em e-turistas mergulhados em redes interativas, geolocalizações, realidades aumentadas, paisagens e miragens em 3D. Dos museus reais saltamos para os museus virtuais, onde as artes se cruzam, o ócio se transforma e o desassossego se torna cada vez mais interativo e angustiante.

A ser então verdade que a obra de arte se carateriza pelo desassossego que causa, o que fazer, hoje, quando esse desassossego acaba por gerar desencontros, descontrolos, correrias desenfreadas, tornando-se, então, a viagem uma invasão desassossegada que destrói identidades, em vez de um encontro experiencial e profundo com a Arte, connosco próprios e com os outros.

Convidamos todos aqueles que investigam sobre artes, ócio e turismo para, numa perspetiva interdisciplinar, se juntarem para dois dias de reflexão e discussão à volta desta questão, segundo os seguintes eixos temáticos:

  • Viagens e espaços imaginários
  • Artes e turismo: ócio ou desassossego?
  • Artes, ócio e e-turismo
  • O lugar das artes num turismo sustentável.

Colóquio organizado no âmbito do projeto «Políticas de Cultura, Industrias de Cultura e Ócio », do grupo « Entre Culturas – Hermenêuticas Culturais» do Centro de Línguas, Literaturas e Culturas da Universidade de Aveiro.

Oradores Principais

  • João Ribeiro da Silva (Direção Geral da Cultura do Norte)
  • Maria Manuel Baptista (Universidade de Aveiro)
  • Stijn Reijnders (Universidade Erasmus, Roterdão)
  • Rong Huang (Universidade de Plymouth)

Datas importantes

  • Submissão de resumos: até 31 de outubro de 2021 (clique aqui para saber mais)
  • Comunicação aos autores da aceitação dos resumos: até 7 de novembro de 2021
  • Data limite de inscrição: até 15 de novembro de 2021 (clique aqui para saber mais)
  • Programa provisório: 22 de novembro de 2021
  • Programa definitivo: 30 de novembro de 2021

Os textos serão publicados no decorrer do ano de 2022, após aceitação da revisão por pares.

Mais informações: http://coloquioartesocioeturismo.web.ua.pt/

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas