Quarta-feira, 10 de Agosto de 2022
Congressos

A Matematização do Infinito no Século XVII: a Obra de Blaise Pascal

Início: Países: Brasil

História da Ciência

Os matemáticos precisam do infinito? Aristóteles dizia que lhes bastava uma quantidade tão grande quanto se queira. O infinito talvez escape à nossa compreensão, mas "nem tudo o que é incompreensível deixa de existir", escrevia Blaise Pascal (1623-1662). A obra de Pascal abordou novas teorias matemáticas, que lidavam com o infinitamente grande e o infinitamente pequeno: respectivamente, aquilo que hoje chamamos de geometria projetiva, e um método de indivisíveis que anunciava o cálculo integral. Nesta palestra, contextualizaremos historicamente a obra de Pascal, abordando como o infinito era pensado no século XVII, e discutiremos o estatuto do "infinito" (e do "indefinido") no interior de sua teoria matemática.

Palestrante: João Cortese (IB-USP)

Mediação: Gildo Magalhães dos Santos (CHC e IEA-USP)

Inscrições: Evento público e gratuito | sem inscrição prévia

Não haverá certificação

Organização: Grupo de Pesquisa Khronos: História da Ciência, Epistemologia e Medicina

Para mais informações, acesse o site http://e.usp.br/ksw
Evento com transmissão em: http://www.iea.usp.br/aovivo

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas