Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Publicações

Revista Tempo seleciona artigos sobre magistrados no mundo Luso-Brasileiro

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, História, Ciências Humanas e Sociais, Política

A Revista digital Tempo, do Departamento de História da Universidade Federal Fluminense (UFF), seleciona artigos para seus próximo dossiê: O governo da Justiça e os magistrados no mundo luso-brasileiro. O prazo máximo para o envio de artigos é o 16 de maio.

A Revista Tempo publica artigos e resenhas em português, espanhol, inglês e francês, em fluxo contínuo. Cerca de 30% dos artigos são traduzidos para a língua inglesa, de acordo com a seleção do Conselho Editorial. No caso de artigos oferecidos originalmente em francês e espanhol não serão necessariamente publicados em português. Aceitam-se, além de artigos e resenhas, entrevistas, transcrições de fontes comentadas, homenagens, comentários e moções.

Dossiê: O governo da justiça e os magistrados no mundo luso-brasileiro
Organizadores: Stuart B. Schwartz (Yale University) e Isabele de Matos Pereira e Mello

O dossiê temático tem como objetivo reunir artigos de professores consagrados no campo de estudos do direito, da justiça e da administração no universo luso-brasileiro. Nos últimos anos, podemos perceber um renovado interesse pela temática da administração e da justiça no período colonial, evidenciado pelo aumento gradativo de dissertações e teses nos programas de pós-graduação de todo Brasil. Algumas pesquisas mais recentes tem ressaltado o papel fundamental desempenhado pela magistratura na construção e manutenção do vasto Império Português.

O principal marco na produção historiográfica em relação à administração da justiça e suas instituições no contexto do Império Ultramarino Português foi o trabalho do historiador Stuart B. Schwartz sobre o Tribunal da Relação da Bahia, publicado pela primeira vez em língua inglesa no ano de 1973. Em 2018, a edição em língua portuguesa do livro “Burocracia e sociedade no Brasil colonial” completará 40 anos e sua obra ainda se constitui em leitura obrigatória para os pesquisadores que almejam ingressar na temática da justiça no período colonial.

Stuart Schwartz não estava preocupado apenas em investigar os principais aspectos do tribunal, mas, sobretudo, se debruçou sobre o universo da magistratura ao analisar suas trajetórias. Por essa e outras razões, sua obra, seja pela temática, seja pela metodologia ou discussão teórica, segue até hoje influenciando consideravelmente as pesquisas relativas a esse tema. Assim, o dossiê pretende avaliar também como a obra de Stuart Schwartz, os posteriores trabalhos na área do direito, da administração e da justiça e a intensificação do diálogo entre historiadores brasileiros e portugueses, estão influenciando as pesquisas da nova geração de historiadores que começam a se debruçar cada vez mais sobre o tema.
No dossiê, pretendemos analisar os avanços ocorridos nos últimos 40 anos e os desafios que ainda devem ser enfrentados pelos interessados em estudar a temática da justiça e as diversas facetas do universo da magistratura no Império Ultramarino Português. Para compor o dossiê, pretendemos convidar autores com uma sólida produção historiográfica pertinente a temática proposta, mas também contemplar historiadores que produziram teses recentes em diferentes programas de pós-graduação de todo Brasil.

Mais informações na página da Revista de História da UFF, Revista Tempo.

 

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas