Domingo, 27 de Maio de 2018

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Publicações

Revista de História das Ideias | Convite à apresentação de artigos para 2019

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Chamada para artigos, História

Convite à apresentação de artigos para 2019 | Call for papers for 2019

Tema: Liberalismos

Prazo para entrega de artigos: 30 de junho 2018

Coordenadores do volume: Luís Reis Torgal | Ana Cristina Araújo

A cultura política do século XIX em Portugal é marcada pela progressiva apropriação do ideário liberal e pela adoção de um conceito, o liberalismo, de matriz doutrinal e teórica internacional.

Inscrito em reflexões de autores oitocentistas e objeto de revisão da historiografia crítica atual, o liberalismo, permeável a diversas incorporações doutrinais e expressões partidárias e políticas, foi sendo lido e interpretado de maneira diferente. Com argumentos e razões nem sempre idênticas, os historiadores associam, todavia, o despertar da liberdade política e de pensamento à ideia de Revolução.

Em Portugal, os revolucionários que proclamaram a Revolução de 1820 afirmaram-se liberais e seguidores da herança constitucional de Cádis (1812). Uma tal afirmação não invalida o reconhecimento de que, para eles, liberalismo económico e liberalismo político não eram duas faces da mesma moeda. Na visão do presente e do passado, as duas correntes de ideias nem sempre se irmanaram no horizonte de expectativa das elites dirigentes. Por outro lado, o alinhamento ibérico e atlantista do liberalismo vintista e o descompasso do processo político, posterior a 1823, entre Portugal e Espanha, convergem em termos de resultados. Nos dois países, as clivagens no campo liberal e a forte oposição absolutista e ultramontana deixaram marcas profundas no espaço público. Depois do final da década de trinta do século XIX, as mais importantes instituições e reformas lançadas por governos liberais parece terem sobrevivido à guerra civil e a lutas intestinas entre fações e correntes políticas.

Neste volume da Revista de História das Ideias, o enfoque dado aos Liberalismos abarca o pensamento político, os usos da linguagem e da ideologia e o estudo comparado dos sistemas políticos. Contempla o campo das ideias e a história do pensamento político e do constitucionalismo. Integra as fações e os partidos a favor e contra os sistemas de governo, de base parlamentar e de cunho monárquico-constitucional, na própria trajetória histórica de liberalismo. Em suma, privilegia o campo das ideias, a análise comparada, os estudos sobre sistemas e práticas eleitorais, formas de sociabilidade e esfera pública, movimentos de opinião, estratégias discursivas e estilos parlamentares.

Até dia 30 de junho de 2018, poderão ser enviadas propostas de artigos, que deverão respeitar escrupulosamente as normas divulgadas no sítio web da revista: https://www.uc.pt/fluc/ihti/rhi.

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas