Quarta-feira, 26 de Julho de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Publicações

Chamada da Revista Criação & Crítica: A mesa e o imaginário alimentar na literatura

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para artigos, Literatura

A revista Criação & Crítica n. 18 convida-os a submeter artigos para o dossiê:

O cru, com açúcar, o cozido, com afeto: a mesa e o imaginário alimentar na literatura
 
Páris, ao querer comer o que não podia no banquete, causou uma guerra – cujas repercussões serão fundamentais para a literatura ocidental. Da gula de Páris, nasce a epopeia, da gula de Páris, nasce a tragédia.
 
Base da literatura ocidental, as cenas coletivas de alimentação mostram o elo entre a comensalidade e práticas culturais. Retratar o alimento, seu preparo, ingredientes, sabores, o envolvimento coletivo em uma refeição, o prazer ou a melancolia da mesa vazia, constituem metáforas, retratos da memória ou mesmo representações coletivas de práticas, muitas vezes relativas ao próprio ato poético. Comer ou ser comido, por exemplo, era uma questão recorrente nos contos de fadas. Jogar migalhas de pão para achar o caminho de volta ao lar e acabar encontrando uma casinha feita de doces talvez seja uma das imagens alimentares mais marcantes na memória coletiva.
 
O poder simbólico da alimentação, mais que anedota cultural, é evidência do vínculo entre comida e código linguístico, na medida em que o alimento, seu preparo e os modos de consumo são determinados por uma gramática, capaz de interferir diretamente nas formas de significação, como mostrou Lévi Strauss em O cru e o cozido.
 
Convidamos a todos a enviar artigos que explorem a correspondência entre a comida e a literatura, compreendendo o alimento em sua contribuição ao aparato simbólico da obra literária, ao modo como o autor retrata a memória e as representações coletivas, a alimentação como linguagem e imagem. Outras relações entre a comida, a fome, a prática comensal e a literatura, sem esquecer a mistura de ingredientes literários com outras artes também são bem vindas.

A revista Criação & Crítica aceita igualmente textos de temática livre, resenhas, traduções e textos de crítica literária de caráter experimental que tensionem os limites do gênero acadêmico. Os textos podem ser escritos em português, francês, espanhol e inglês. As contribuições devem ser enviadas através do site , de acordo com as normas da revista, até o dia 31 de março de 2017 (prazo prorrogado).

Revista Criação & Crítica Qualis B2 ISSN: 1984-1124
ttp://www.revistas.usp.br/criacaoecritica
Departamento de Letras Modernas - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Universidade de São Paulo
Av. Prof. Luciano Gualberto, 403, sala 18 - Cidade Universitária, Campus Butantã - São Paulo-SP
E-mail: criacaoecritica@gmail.com
Telefone:+551130914077
Visite também a nossa página no facebook:http://www.facebook.com/criacaoecritica

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas