Quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Publicações

O ruído biográfico na literatura e nas humanidades: dossiê da revista Capoeira

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Literatura, História, Antropologia, Estudos Africanos, Ciências Humanas e Sociais, Estudos Afro-Brasileiros, Letras

A Revista de Humanidades e Letras Capoeira (ISSN 2359-2354) organiza um dossiê especial com o tema O ruído biográfico na literatura e nas humanidades: questões metodológicas e políticas. O objetivo central da edição é reunir contribuições acerca do lugar e dos problemas do registro biográfico na produção acadêmica contemporânea. O envio de artigos pode ser feito até 2 de Outubro de 2017.

A revista Capoeira é uma publicação acadêmico-científica semestral, multidisciplinar, em formato online, de livre-acesso, que nasce da iniciativa de professores dos cursos de Humanidades e Letras do Campus dos Males da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (UNILAB).Seu objetivo é promover a reflexão e o debate em torno de narrativas antropológicas, literárias, históricas, filosóficas, educacionais e sociológicas, no amplo espectro de temas relacionados às Humanidades, valorizando especialmente colaborações relacionadas aos estudos africanos e diáspora negra.

Eixo Temático

A escrita biográfica, como gênero editorial ou como elemento constitutivo de outras modalidades discursivas, normalmente é recebida com interesse pela possibilidade de se acessar o outro em sua intimidade, em um registro que explora, nos termos de Philipe Lejeune (2008), um “pacto de verdade”. Contraditoriamente, a força da narrativa biográfica está em mostrar o que a princípio está fora da cena pública, expondo o que não caberia expor.

No âmbito da filosofia, das ciências humanas, dos estudos linguísticos e literários, da investigação estética etc. o biográfico quase sempre causa ruído quando entendido como “desvio” metodológico dessas disciplinas. Numa perspectiva que visa a descolonização do pensamento em suas diversas frentes, e que pressupõe o desvio como ensejo à transformação, neste dossiê buscamos contribuições acerca do lugar e dos problemas do registro biográfico na produção acadêmica contemporânea, (re)considerando

  • 1) a noção subjacente de sujeito uno, portanto proprietário e responsável por seu discurso;
  • 2) a questão da autenticidade e da verdade nas artes e nas ciências humanas;
  • 3) a separação moderna entre narrador ficcional e autor empírico.

O fundo dessa discussão está em dimensionar a vida privada e a experiência individual como elementos centrais para novas configurações epistemológicas e para a participação política hoje.

Editor do Dossiê: Igor Ximenes Graciano

Mais informações na página da Revista Capoeira e através do e-mail capoeira.revista@gmail.com.

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas