Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Publicações

Linguagens descoloniais na contemporaneidade latino-americana

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Literatura, Arte, Chamada para artigos, Media, Artes visuais

A revista Língua & Literatura (ISSN 1984-381X), publicada pelo Departamento de Linguística, Letras e Artes, da URI de Frederico Westphalen, RS, está com chamada aberta para a edição de 2017/1.

Dossiê Linguagens descoloniais na contemporaneidade latino-americana

A descolonização jamais passa despercebida porque atinge o ser, modifica fundamentalmente o ser, transforma espectadores sobrecarregados de inessencialidade em atores privilegiados [...]. Introduz no ser um ritmo próprio, transmitido por homens novos, uma nova linguagem, uma nova humanidade. (FANON, 1970, p. 26-27).

Em 1969, os cineastas argentinos Fernando Solanas e Octavio Gentino lançaram o manifesto “Hacia un tercer cine”, no qual, imbuídos das ideias de Franz Fanon, clamaram pela descolonização do olhar de produtores e espectadores cinematográficos latino-americanos. E propunham um enfrentamento estético, narrativo e educativo à linguagem hollywoodiana, partindo de perspectivas nacionais e regionais.

Quase trinta anos depois, a criação da Bienal do Mercosul, em 1997, origina-se dos mesmos anseios de buscar e fomentar vozes que coloquem em discussão as hegemonias artística,  estética, narrativa e discursiva, destacando o fazer artístico enquanto discurso identitário, que, no entanto, se reconfigura também através do jogo (de aproximação e de distanciamento) que estabelece com esses modelos. Posição essa, que não por acaso, levou Nestor Canclini a afirmar em sua palestra de abertura do evento, em 2011, que aquela era a “Bienal da desglobalização”.

Este dossiê se propõe então a abrir espaço para a discussão de como as linguagens (artísticas, audiovisuais, literárias, midiáticas), que povoam o território e o imaginário latino-americano contemporâneo, são atravessadas por questões que se estabelecem na tensão entre colonização e descolonização, globalização e desglobalização, aculturação e transculturação; com o objetivo de discutir e analisar as “mensagens de uma Nova América”, como propôs o título da Bienal do Mercosul de 2015.

Prazo de envio: 30 de abril de 2017

Organização: Rosângela Fachel de Medeiros (URI - Brasil) e Alejandro de Oto (CONICET / Universidad Nacional de San Juan– Argentina)

E-mails: Rosângela Fachel de Medeiros: fachel@uri.edu.br | Alejandro de Oto: adeoto@gmail.com

Mais informações no site da revista: http://revistas.fw.uri.br/index.php/revistalinguaeliteratura/announcement/view/23

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas