Sexta-feira, 28 de Abril de 2017

Um projeto de

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Publicações

Chamada para artigos: Aniki | Volume 5 Número 1 (Janeiro de 2018)

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Arte, Chamada para artigos, Cinema

Dossier temático "Música e som no cinema mudo"
Editor convidado: Manuel Deniz Silva (INET-MD)
Prazo de envio: 15 Junho 2017

Este dossier temático da Aniki: Revista Portuguesa da Imagem em Movimento acolherá investigações que explorem a variedade de práticas musicais e sonoras no cinema mudo, a partir de diversas perspectivas e em diferentes contextos geográficos. Poderão ser abordados, entre muitos outros, os seguintes temas:

  • Práticas musicais e sonoras durante o período do cinema mudo;
  • A importância do acompanhamento musical e sonoro na redescoberta e releitura do cinema mudo;
  • O recurso a estéticas contemporâneas (música de vanguarda, experimental, minimalista, jazz, techno, pop, etc.) no acompanhamento de cinema mudo;
  • Formas, dispositivos e contextos de performance no acompanhamento musical de filmes mudos;
  • Compositores, maestros, orquestras e conjuntos instrumentais especializados no acompanhamento de cinema mudo;
  • Cinema mudo e práticas de improvisação musical;
  • A catalogação, edição e reconstituição de partituras originais e de cue - sheets;
  • As práticas de selecção e compilação de música preexistente para acompanhamento de filmes;
  • A constituição de bibliotecas, manuais e antologias para o acompanhamento de cinema mudo;
  • Efeitos sonoros e sonoplastia no cinema mudo;
  • Cinema mudo e tecnologias de reprodução mecânica do som (gramofones, pianos mecânicos);
  • A palavra falada no cinema mudo (conferências, narração de filmes por actores);
  • O cinema mudo e a canção;
  • O cinema mudo e a música de dança;
  • O cinema mudo e a ópera;
  • As relações entre música e narrativa no cinema mudo;
  • A recepção crítica do acompanhamento musical de filmes mudos;
  • A música e o som na imprensa cinematográfica especializada;
  • A utilização de conceitos e termos musicais nos discursos sobre o cinema mudo (ritmo, harmonia, sinfonia, contraponto);
  • A representação de situações de escuta ou de performance musical em filmes mudos;
  • Cantores e músicos enquanto actores de filmes mudos;
  • A organização do trabalho dos músicos nos cinemas até à transição para o cinema sonoro;
  • A utilização de fontes musicais no processo de restauro de filmes mudos.


Toda a informação relevante encontra-se no documento em anexo e na página da Aniki.

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas

Locations of visitors to this page