Quinta-feira, 15 de Novembro de 2018
Formação

XI Jornadas de atualização docente de PLE | MUPEGA – Museu Pedagógico da Galiza

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Galiza

Literatura, PLE

XI Jornadas de atualização docente de PLE
Os textos literários de língua portuguesa como ferramenta para o ensino da dimensão pluricultural da língua portuguesa
27 de outubro de 2018
MUPEGA – Museu Pedagógico da Galiza
Santiago de Compostela

No ensino da Língua Portuguesa (LP) enquanto língua estrangeira (PLE) ou enquanto língua segunda (PL2) tem existido sempre uma lacuna no que respeita à tematização e à exploração didática da dimensão intercultural desta língua. O docente tende naturalmente a veicular, sobretudo, os conteúdos literários e culturais do seu próprio país de origem e/ou a privilegiar mais um(uns) país(es) de língua portuguesa em deterimento de outro(s), conforme o(s) caso(s). A afirmação cada vez mais notória da pluricentricidade do português e da sua importância global torna urgente a necessidade de dotar os docentes de estratégias e ferramentas para atingir este objetivo. O contacto dos aprendentes de português com as diferentes culturas lusófonas pode, pois, ser potenciado a partir do texto literário, considerado como universo privilegiado de diálogo intercultural.

Objetivos

Dotar os docentes de estratégias para a integração do texto literário nas suas atividades letivas, tornando-o ferramenta para o ensino da dimensão pluricultural da LP: (1) Trocar experiências didáticas no âmbito do ensino das literaturas de língua portuguesa. (2) Refletir sobre essas experiências e sobre o papel que os textos literários têm assumido na promoção do conhecimento acerca da cultura dos diferentes países lusófonos. (3) Desenvolver métodos para a elaboração de planificações didáticas que se baseiem numa pedagogia intercultural. (4) Consolidar o conhecimento sobre géneros, autores e obras da literatura de LP tomados por referência representantiva para a promoção em aula da dimensão intercultural desta língua. (5) Evidenciar o papel modelador da LP em forma de linguagens literárias distintas, valorizando-a.

Público alvo e critérios de seleção

Professores de PLE no ativo ou não, do ensino secundário e universitário, de EOI ou de Centros de Línguas na Galiza e no resto de Espanha.

Avaliação e certificação

A avaliação será feita mediante o preenchimento de um breve questionário online. O certificado de participação nas jornadas será depois emitido. Docentes da Xunta da Galiza terão a possibilidade de obter homologação.

Metodologia

As sessões basear-se-ão, inicialmente, num processo reflexivo sobre a prática docente que dará origem a uma síntese-resumo das dificuldades sentidas pelos professores na lecionação das literaturas de língua portuguesa. Far-se-á, depois, uma apresentação teórica dos momentos e fatores histórico-culturais, ideológico-políticos, assim como linguísticos, recorrendo à participação de especialistas. O texto literário assumirá, depois, o papel central, primeiro, de um ponto de vista da teorização dos cânones e da estética literária intercultural e, de seguida, de forma prática, em trabalhos de grupo, com vista ao desenvolvimento pelos formandos de possíveis didatizações. Os formadores selecionarão e indicarão os textos a serem trabalhados, assim como acompanharão os trabalhos dos grupos, fazendo, por fim, uma síntese das ideias principais.

Conteúdos

(1) Dominantes histórico-evolutivas dos principais países de língua portuguesa, suas características e principais articulações. (2) Interação ideológica e mudividencial da LP entre três universos culturais: o europeu, o sul americano e o africano.(3) Aspetos que caracterizam a personalidade de cada uma das literaturas dos cânones português, brasileiro, dos PALOP e timorense, tendo como ponto de partida a poesia, o conto e a narrativa-romance. (4) Uso estético que os textos literários apresentam da própria LP. (5) Textos selecionados para o ensino do PLE/PL2: herança e particularismos culturais.

Formadores

Professor Doutor Carlos Mendes de Sousa, Professor Associado do Centro de Estudos Humanísticos da Universide de Braga (Uminho), no Dpto. De Estudos Portugueses e Lusófonos.
Professora Doutora M. Carmen Villarino Pardo, Professora titular de literatura brasileira na Universidade de Santiago de Compostela e membro do grupo de pesquisa GALABRA da USC.
Professora Doutora M. Felisa Rodríguez Prado, Professora contratada de literaturas africanas na Universidade de Santiago de Compostela e membro do grupo de pesquisa GALABRA da USC.
Professor Doutor Francisco Topa, Professor Associado do Departamento de Estudos Portugueses e Estudos Românicos da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Programa

Dia 27 de outubro, sábado
10h00: Receção, inauguração e ato oficial
10h30 - 12h: "Eles também são nossos: autores africanos em língua portuguesa". Apresentação do Professor Francisco Topa
12h00 – 12h30: Pausa para café
12h30-14h00: "A chamada literatura brasileira: contextualização e exploração didática de Clarice Lispector e Guimarães Rosa". Apresentação do Professor Carlos Mendes de Sousa.
14h00 – 16h00: Pausa para almoço
16h00 – 18h30: "Re(a)presentar a lusofonia literária e cultural. Que propostas para a docência?"
Mesa Resonda/ Participantes: Professor Doutor Carlos Mendes de Sousa, Professora Doutora M. Carmen Villarino Pardo, Professora Doutora M. Felisa Rodríguez Prado e Professor Doutor Francisco Topa.

Organização
Camões, I.P.
Coordenação do Ensino Português em Espanha e Andorra junto da Embaixada de Portugal em Madrid, Polo do Centro Cultural Português do Camões, I.P. em Vigo e Núcleo de Português da Faculdade de Filologia da Universidade de Santiago de Compostela.

Apoios
Xunta da Galiza e Associação de Docentes de Português na Galiza

Mais informações e inscrições pelo formulário online.

Informação relacionada

Enviar Informação

Mapa de visitas