Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Financiamento/bolsas/emprego

CRIA seleciona mestres em Antropologia para projeto sobre Saara Ocidental

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Portugal

Bolsas, Ciências Sociais, Antropologia, Bolsas de investigação

O Centro de Investigação em Antropologia (CRIA) seleciona dois investigadores para o projeto CAPSAHARA: Critical Approaches to Politics, Social Activism and Islamic Militancy the Western Saharan Region (Referência: CRIA_CAPSAHARA_BI_2017_2.). Os investigadores devem mestrado em Antropologia ou outra área das ciência sociais e interesse em investigar sobre a região do Saara Ocidental. As candidaturas devem ser enviadas até 30 de setembro de 2017.

Projeto: CAPSAHARA propõe uma análise das reconfigurações estabelecidas no vocabulário socio-político da região do Saara Ocidental, do "pós-império" ao período contemporâneo. O projeto deve produzir uma análise das estruturas sociais e políticas compartilhadas na região, das variações locais dessas estruturas (baseadas em estudos de caso), suas configurações específicas baseadas em marcadores sociais, como gênero, idade e classe; Para entender a articulação recente das estruturas sociais e políticas da região com vocabulários políticos mais amplos e muitas vezes exógenos. Os resultados do projeto devem permitir que os diferentes contextos em estudo sejam integrados aos mapas mais amplos da pesquisa científica atual, proporcionando, ao mesmo tempo, a disseminação de seus resultados para um público alargado. O projeto é metodologicamente baseado em leituras associadas a diferentes ciências sociais , Com especial atenção à antropologia.

Requisitos de admissão:

  • Mestrado em Antropologia (currículos destacados de outras Ciências Sociais ou Humanidades também podem ser avaliados);
  • Interesse em realizar pesquisas de campo na extensa região do Sarauí;
  • Atenção teórica às questões de raça, status social e formações "tribais";
  • Habilidades linguísticas em duas dessas línguas: inglês, árabe e francês.

Duração: 12 meses, a partir de novembro de 2017. O contrato de bolsa pode ser renovado, após avaliação positiva, com possibilidade de extensão até o final do projeto.

Local de trabalho: o trabalho será desenvolvido no CRIA-FCSH / Nova, Lisboa, sob a supervisão do Dr. Francisco Freire.

Montante: Salário mensal de 980 euros (isento de impostos), além de seguro pessoal e segurança social voluntária. Benefícios complementares incluem taxas de publicação, viagens e participação subsidiada em reuniões acadêmicas.

Mais informações através do e-mail capsahara@cria.org.pt e na página de bolsas do Centro de Investigação em Antropologia (CRIA).
 

 

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas