Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Saber mais

Plataforma9 nasce em 2014 como resultado da parceria da Fundação Calouste Gulbenkian através do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas, e da Associação Internacional de Lusitanistas.


No nome Plataforma9 estão inseridos os nove países das Lusofonias: Portugal, Brasil, Angola, Moçambique, Guiné Bissau, São Tomé e Príncipe, Cabo Verde, Galiza e Timor.

Plataforma9 tem como principal objetivo a articulação em rede, pelo recurso às tecnologias digitais, de outras webs e fontes de informação em linha de organismos, universidades, instituições e programas nacionais e internacionais, com incidência nos domínios da Língua e as Culturas em Português. Agrupa num único site informação útil sobre: notícias, financiamento, bolsas, emprego, formação, congressos, investigação, projetos e publicações.

Este Portal Cultural do Mundo de Língua Portuguesa quer ser assim o site de referência para todas as pessoas e instituições interessadas em receber informação fiável e atualizada de tudo o que está a acontecer e é preciso saber na cultura e na investigação em e de língua portuguesa.

Convidamos todos os organismos e o pessoal investigador para tornarem sua a plataforma9 enviando os seus contributos em forma de informações sobre webs de referência, publicações, eventos científicos, divulgativos e culturais que contribuirão para alimentar o site. Este será o lugar de consulta e encontro para todas aquelas pessoas e instituições interessadas pelas culturas de língua portuguesa.


Webs de referência
 

Fundação Calouste Gulbenkian
 

FCG-v4-h


Nasceu em 1956 como uma fundação portuguesa para toda a humanidade, destinada a fomentar o conhecimento e a melhorar a qualidade de vida das pessoas através das artes, da beneficência, da ciência e da educação. Criada por testamento de Calouste Sarkis Gulbenkian, a Fundação tem caráter perpétuo e desenvolve as suas atividades a partir da sua sede em Lisboa (Portugal) e das delegações em Paris (França) e em Londres (Reino Unido).

Desde as suas primeiras atividades, na década de 50, a Fundação respondeu às necessidades mais prementes da sociedade portuguesa, com base nas suas quatro áreas estatutárias: Arte, Beneficência, Educação e Ciência. Com o desenvolvimento progressivo do país, o papel da Fundação foi redefinido: as prioridades deixaram de ser apenas portuguesas ou lusófonas, para passarem a inscrever-se num quadro internacional, relacionando-se com questões globais, como o diálogo intercultural, as migrações e a mobilidade, e o ambiente. É neste contexto que são criados os Programas Gulbenkian e os projetos e iniciativas que a Fundação Calouste Gulbenkian promove, diretamente ou em parceria com outras entidades, para refletir sobre temas da sociedade contemporânea, procurando respostas inovadoras para os problemas do mundo atual.

A Fundação desenvolve uma atuação transversal abrangendo cinco áreas de atividade: Artes, Educação, Ciência, Desenvolvimento e Iniciativas Globais.

http://www.gulbenkian.pt

 

Associação Internacional de Lusitanistas
 

Associação Internacional de Lusitanistas


Fundada em Poitiers em 1984 pelo lusitanista Prof. Doutor R. A. Lawton, a Associação Internacional de Lusitanistas (AIL) tem por objeto, segundo os seus Estatutos (artigo 2º), fomentar os estudos de língua, literatura e cultura dos países de língua portuguesa, organizar congressos e publicar as atas, preparar e publicar a revista Veredas, colaborar com instituições nacionais e internacionais.

Podem ser membros da Associação “docentes universitários, pesquisadores e estudiosos aceites pelo Conselho Diretivo e cuja admissão seja ratificada pela Assembleia Geral”. Na atualidade, a AIL conta com numerosos associados, distribuídos por mais de 30 países dos diferentes continentes.

http://www.lusitanistasail.org

 

Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas
 

FCG-v4-h


O PGLCP desenvolve a sua a sua atividade a partir de quatro Eixos Estratégicos essenciais: Língua e Literatura; Artes Performativas (Dança, Teatro, Projetos Especiais) e Cinema; Atividades de Internacionalização e Redes Digitais de Intercâmbio Informativo.

O PGLCP centra a sua intervenção na viabilização seletiva de projetos específicos que dão corpo, no terreno, à sua missão e objetivos genéricos. De acordo com a natureza concreta de cada iniciativa, esses projetos podem ser desenvolvidos sob a forma de: grant giving; parcerias operacionais com instituições nacionais e/ou estrangeiras e atividades diretas.

O PGLCP privilegia projetos que visem estimular a inovação e experimentação artísticas, científicas e pedagógicas, a aquisição de competências, a investigação original, o desenvolvimento de novas metodologias de trabalho e a qualificação de estruturas com vista a potenciar a respetiva capacidade de autossustentação e de diversificação de fontes de financiamento.

O PGLCP dá prioridade na sua intervenção à internacionalização, à constituição de parcerias entre criadores, produtores e investigadores nacionais e estrangeiros e à partilha de informação e articulação em rede entre organismos e projetos de referência, dentro e fora de Portugal. Poderá estabelecer parcerias com outras entidades nacionais ou internacionais, públicas ou privadas, que promovam diretamente ou apoiem atividades e projetos em domínios semelhantes ou conexos, designadamente: universidades e centros de investigação com intervenção no âmbito da Língua e Cultura portuguesas; outras fundações, designadamente no quadro do Centro Português de Fundações e das demais redes integradas pela Fundação Calouste Gulbenkian; centros culturais, museus, entidades promotoras de espetáculos, editores literários e audiovisuais e produtores de conteúdos digitais.

A atividade distributiva do PGLCP procura identificar e consolidar projetos que constituam exemplos de boas práticas suscetíveis de serem replicadas de forma sistemática por outras iniciativas similares. Também as atividades diretas do Programa, tanto de iniciativa exclusiva da Fundação como em parceria com outras instituições, pretendem ter um carácter paradigmático que possa contribuir para o benchmarking do respetivo domínio de intervenção.

Recuperação do Património Histórico

A Fundação Calouste Gulbenkian, por intermédio do Programa Gulbenkian de Língua e Cultura Portuguesas, considera iniciativas na área da recuperação do património histórico de origem ou de influência portuguesa no mundo, através do apoio técnico especializado nos domínios da história, museologia, engenharia, arquitetura, etc.

Para estudo dos projetos, as autoridades que tutelam o património a intervencionar devem apresentar um pedido diretamente à Fundação, acompanhado dos todos os elementos de informação de que disponham incluindo imagens fotográficas, e indicar expressamente a área técnica do apoio pretendido.

Deverão igualmente assegurar que se encontra garantido o financiamento dos encargos inerente à respetiva intervenção.

http://www.gulbenkian.pt/inst/pt/Fundacao/ProgramasGulbenkian/LinguaCulturaPortuguesas

 

HPIP- Heritage of Portuguese Influence/Património de Influência Portuguesa

O portal HPIP- Heritage of Portuguese Influence/Património de Influência Portuguesa é a evolução natural do projeto Património de Origem Portuguesa no Mundo: arquitetura e urbanismo que, sob a direção de José Mattoso, a Fundação Calouste Gulbenkian desenvolveu entre 2007 e 2012, e que resultou na publicação em três volumes, mais um de Índices, de uma compilação de informação sobre o tema, composta sob a forma de dicionário de matriz geográfica. Evolução natural porque a obra impressa tem uma expressão circunscrita, e porque a matéria e o seu âmbito geográfico têm um enorme potencial de constante atualização. São evidentes dois eixos desejáveis de desenvolvimento do projeto: divulgação mais ampla e reunião integrada de informação dispersa.

O HPIP funciona como portal público interativo da base de dados georeferenciada na qual se concentra e administra toda a informação reunida. Como capital inicial conta com o conteúdo dos livros, suficientemente atrativo e estimulante para suscitar a integração do contributo de todos quantos pelo mundo fora tenham algo a acrescentar ou a corrigir, seja através de conteúdos escritos ou gráficos (fotografia, desenhos, iconografia, etc.).

http://www.hpip.org

 

Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas
 


Veredas é a revista da Associação Internacional de Lusitanistas. Trata-se de uma publicação científica internacionalmente reconhecida, e, como tal, a sua missão é a divulgação dos resultados investigadores vinculados aos Estudos Lusófonos em sentido alargado.

http://revistaveredas.org

 

Colóquio/Letras

De carácter vincadamente ensaístico e admitindo uma grande pluralidade de pontos de vista, incluindo quer artigos de investigação quer leituras críticas da atualidade editorial, a Colóquio/Letras publica inéditos de poesia e ficção de autores contemporâneos, consagrados e jovens, traduções de poesia e partes de espólios literários de autores do passado, procurando levar a uma revalorização de escritores esquecidos e pouco estudados.

Colóquio, Revista de Artes e Letras

Criada em 1959, tendo como primeiros diretores Reynaldo dos Santos, Hernâni Cidade e Bernardo Marques, a Colóquio, Revista de Artes e Letras publicou 61 números até ao final de 1970. Depois do falecimento de Bernardo Marques em 1962, a orientação gráfica da revista foi confiada, entre os n.os 21 e 41, a Vespeira, e, do n.o 42 para diante, a Fernando de Azevedo. Em 1970, ano que corresponde aos seus últimos números, a direção artística da publicação é partilhada por Reynaldo dos Santos ─ que desaparece nesse ano ─ e José-Augusto França, enquanto na direção literária, a par do nome de Hernâni Cidade, passa a figurar o de Jacinto do Prado Coelho.

Colóquio, Revista de Artes e Letras: http://coloquio.gulbenkian.pt/al/

(números publicados entre 1959 e 1970)

http://coloquio.gulbenkian.pt

 

Visualizing Portugal

O portal Visualizing Portugal, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, foi desenvolvido pelo MIT- Massachusetts Institute of Technology ao abrigo de um protocolo estabelecido entre as duas instituições com o objetivo de promover um Programa de Estudos Portugueses focalizado na língua e cultura dos países de língua portuguesa.

O portal fornece informação combinada entre textos, narrativas e vídeos sobre o Estado Novo que se encontra nos Arquivos o que inclui fotografias, álbuns, mapas, publicações da propaganda do Estado, cartazes turísticos, revistas ilustradas, documentos sobre exposições especiais, livros escolares e outros veículos de promoção de uma ideologia oficial para Portugal. Contém também uma unidade específica que disponibiliza trabalhos de investigadores contemporâneos sobre o período entre 1933-1974.

http://visualizingportugal.com/visualizing-portugal/

 

AILpress
 


Plataforma agregadora de conteúdo editorial da Associação Internacional de Lusitanistas

http://lusitanistasail.press