Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Congressos

VIRGÍLIO TEIXEIRA. Colóquio Comemorativo do Centenário do Seu Nascimento

Início: Fim: Países: Portugal

Eventos, Cinema

No âmbito das Comemorações do Centenário do Nascimento de Virgílio Teixeira promovidas pela Divisão de Cultura e Turismo da Câmara Municipal do Funchal, através do Teatro Municipal Baltazar Dias (TMBD), e em parceria com várias outras instituições (entre as quais destacamos o Centro de Investigação em Estudos Regionais e Locais da Universidade da Madeira, a Cinemateca Portuguesa, o Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho e o Grupo RTP/RDP), terá lugar no Funchal (TMBD), entre os dias 25 e 26 de outubro de 2017, um conjunto de iniciativas de divulgação cultural e científica dedicadas à obra do ator nascido na Madeira a 26.10.1917:

  • Ciclo de Cinema Virgílio Teixeira e inauguração do núcleo expositivo Virgílio Teixeira na ala do cinema do TMBD, com espólio doado por  Vanda Teixeira, viúva do ator (25.10.2017)

​16:00 - projeção do filme As memórias que nunca se apagam de Dinarte Freitas  e Eduardo Costa (2007, 30 minutos)

16:30 - conversa com Eduardo Costa acerca da realização do filme e do trabalho desenvolvido com Virgílio Teixeira nesse contexto.
18:00- projeção do filme Nazaré de Manuel Guimarães (1952, 81 minutos)
19:30 - inauguração do núcleo expositivo Virgílio Teixeira na ala do cinema do TMBD, com  a presença de Vanda Teixeira, seguido de um Madeira d’Honra;
21:00 - projeção do filme José do Tealhado de Armando de Miranda (1945, 98 minutos)
  • VIRGÍLIO TEIXEIRA. Colóquio Comemorativo do Centenário do seu Nascimento (26.10.2017)​
Este colóquio decorrerá no Teatro Municipal Baltazar Dias, entre as 10:00 e as 17:30 (com intervalo para almoço) e contará com a participação de Maria do Carmo  Piçarra e José Manuel Peláez Ropero (ambos do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho), Paulo Miguel Rodrigues (do Centro de Investigação em Estudos Regionais e Locais da Universidade da Madeira), Paulo Cunha  (do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX, da Universidade de Coimbra), Leonor Areal (do Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa) e José da Costa Ramos (Ex-Presidente do Instituto do Cinema, Audiovisual e Multimédia e  Ex-Presidente da Tobis Portuguesa. 
 
Nascido na Rua Latino Coelho a 26 de novembro de 1917, no seio de uma família luso-britânica, Virgílio Teixeira foi um dos mais produtivos e internacionais  atores portugueses de cinema do século XX, tendo atingido o estrelato e o estatuto de galã, quer na cena fílmica nacional, quer em Madrid, Londres e Hollywood, sobretudo entre as décadas de 1940 e 1960.
Embora sobejamente conhecido em vida, Virgílio Teixeira é hoje uma figura quase esquecida quer no sistema cultural português, quer na Madeira.
Que lugar e que relevância ocupou Virgílio Teixeira no cinema português e internacional do seu tempo? Quais as implicações detetáveis entre esse(s) cinema(s) e os diversos contextos históricos, políticos e culturais em que foram promovidos e/ou exibidos? Até que ponto Virgílio Teixeira pode constituir um interessante caso de estudo relativamente ao século XX para a análise do fenómeno do ‘estrelato’ na cultura popular?  
Estas serão apenas algumas das questões que se colocarão a debate e a reflexão nestes dois dias de trabalho académico.

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas