Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Congressos

Seminário Corpus Possíveis no Brasil Profundo - SENACORPUS

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil

Chamada para trabalhos, Cultura, Direitos Humanos, Educação, Estudos Afro-Brasileiros, Género

​O I Seminário Corpus Possíveis no Brasil Profundo – SENACORPUS será realizado nos dias 21, 22 e 23 de março de 2018 no Centro Integrado de Desenvolvimento do Ecossistema Costeiro do Extremo Sul - CIDEC-SUL (Universidade Federal do Rio Grande - FURG), na cidade de Rio Grande / RS, Brasil. O prazo para submissão de resumos vai até 23 de fevereiro de 2018.

Apresentação

Seria possível formular um corpo para além da norma? Uma existência que transcendesse as fronteiras do legível e do ilegível, que zombasse das regulações e escarnecesse dos interditos? Judith Butler já nos mostrou que, sempre, queiramos ou não, estejamos cientes ou não da capacidade de produção de identidades pelos discursos, não podemos nos livrar das normas pelo simples motivo de que estar no mundo é, inevitavelmente, mover-se por e com as normas. Estaríamos aqui pintando, então, um cenário avassaladoramente catastrófico e desesperançoso?

O que o SENACORPOS pretende problematizar, na contramão do panorama acima, é que, como afirmou Guacira Louro, “os corpos escapam”, quer dizer, eles encontram possibilidades outras que não os aparentemente rígidos marcos dos diversos sistemas de regulação, vindo a desaguar em inconformidades de gêneros, sexualidades, classe, sexo, raça, etnia, padrões corporais etc. Mas vale dizer, nesse sentido, que, mesmo provocando rasuras, deslocamentos, fissuras, os corpos que escapam nunca conseguem sair completamente das normas. Esses “corpos que escapam” podem ser vistos por nós cotidianamente, eles zombam das regulações, mesmo inconscientemente, e produzem um embaralhamento epistemológico tal que, por vezes, podem chegar a instituir novas hegemonias e, com isso, novas regulações...

O I SENACORPUS tenciona se inserir nesse debate das regulações, inquirindo as normas e apostando nas subversões. Os debates, palestras e outras modalidades de produção de conhecimento, como os EDIS (espécie de Grupo de Trabalho), os CUlóquis e os Espaços de Acuendação são formas que encontramos para dar lugar a subversão do fazer acadêmico.

O título completo desse Seminário que já nasce des-locado, ou melhor, tresloucado, rebelde, torto, atende por “Brasil Profundo”, na tentativa de chamar a atenção para as bordas, para as margens mesmas de nosso país, cuja preocupação, por vezes, repousa em geografias, como afirmou Luis Augusto Fischer, “paulistocêntricas”. O SENACORPUS foi idealizado no interior do Nordeste, no encontro da Caatinga com o Cerrado: o projeto inicial foi desenvolvido por um grupo de pesquisadores, estudantes e ativistas LGBT vinculadxs à Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), em Barreiras. A partir de uma parceria com o Grupo de Pesquisa Nós do Sul, do Extremo Sul do estado do Rio Grande do Sul, a sede da primeira edição do evento foi modificada para a cidade de Rio Grande, município que abriga a Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Já lá quase no Uruguai, na ponta do País, em terras de confins, quem sabe uma pista que diga mais sobre nós e nossas pesquisas que sobre coordenadas e paralelos...

Assim, o SENACORPUS mantém sua proposta de discutir corpo, ou melhor, corpus, ou seja, não apenas os corpos físicos inconformes como ainda o corpus teórico que teima em se distanciar das normas, dos centros (geográficos ou epistemológicos). Este evento nasce pajubeyro, rebelde, subversivo: nasce vyado, preto, torto. Nasce com ganas de resistir, de re(ex)sistir: uma existência para muito além dos poderes que nos querem aprisionar, destruir, matar. O SENACORPUS é uma verdadeira arma de guerra contra os fascismos cotidianos, os fascismos que já não se calam, não enrubescem as faces.

Por esses motivos é que com muita alegria e fexação que a Comissão Organizadora do SENACORPUS convida a todas vocês para participarem desse que será um verdadeiro escândalo das diferenças. Desejamos que este evento forneça a vocês as ferramentas políticas e epistemológicas necessárias à destituição/gongação de todos os poderes que querem aprisionar e exterminar a diferença, roubando-nos a alegria.

Vemos a todas e todos em Rio Grande.

Com toda a força da ética beesha, negra e feminista,

Prof. Dr. Carlos Henrique Lucas Lima
Prof. Dr. Marcio Caetano
Profa. Dra. Amanda Motta

Coordenadores do I SENACORPUS NO BRASIL PROFUNDO


Mais informações: http://www.senacorpus.com.br.

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas