Terça-feira, 25 de Julho de 2017

Fundação Calouste Gulbenkian
Associação Internacional de Lusitanistas

Saber mais

Congressos

Prorrogação de período de inscrição - Simpósio sobre Cultura Luso-Brasileira

Início: Fim: Data de abertura: Data de encerramento: Países: Brasil, Portugal

Chamada para trabalhos, Estudos Luso-Brasileiros, Literatura

XIII Seminário Nacional de Literatura, História e Memória e IV Congresso Internacional de Pesquisa em Letras no Contexto Latino-Americano (SLH); III Seminário Internacional e IV Congresso Nacional em Estudos da Linguagem (SNEL); III Seminário Internacional de Etnia, Diversidade e Formação;  II Congresso Internacional de Leitura e Literatura infantil e juvenil da Rede Paranaense de Leitura.

Unioeste - Cascavel/PR

Data limite para inscrição: 31/05/2017

Simpósio: Vira Brasil, vira Portugal: diálogos às margens do rio chamado Atlântico

Resumo: Levando-se em conta as discussões apontadas por Gilberto Freyre, na conferência de 1940 intitulada “Uma cultura ameaçada: a luso-brasileira”, é possível observar que as relações literárias entre Brasil e Portugal oscilam entre a aproximação e a ruptura. O Modernismo, em seu primeiro momento, congregava-se em torno da defesa da cultura nacional, acolhendo manifestações brasileiras e excluindo aquilo que julgasse não ser suficientemente autóctone. Surge, inclusive, uma reação contra Portugal, tomado como fonte primária do jugo imposto à cultura do país, o que leva a um desejo de afastamento de tudo que remetesse à “metrópole-mãe”. Por outro lado, há nomes que se tornaram detentores de uma figurativa dupla cidadania literária – como o padre António Vieira ou Cecília Meireles –, além de contínuas influências dos dois lados, como dos portugueses Camões e Fernando Pessoa cujas vozes reverberam em diversos matizes, ou então dos escritores brasileiros regionalistas do século XX, a se refletirem no neorrealismo português.  Como se pode notar, há a necessidade de se revisitar essas margens simbólicas onde, segundo Benjamin Abdala Júnior e Marli Fantini Scarpelli, “costumam florescer processos interativos e reversíveis de línguas e conhecimentos, de convívio entre diferenças culturais, mesmo as aparentemente mais irredutíveis” (ABDALA JÚNIOR; SCARPELLI. (orgsPortos flutuantesCotiaAteliê Editorial, 2004, p. 11). Nesse sentido, este Simpósio se propõe a traçar e discutir diálogos e problematizações das relações luso-brasileiras que, perpassando diversos momentos da história da literatura de ambos os países, apresentam-se como relevantes para uma maior compreensão da formação de uma cultura múltipla que se dimensiona pelas várias faces da língua portuguesa.

Palavras-chave: Trânsitos literários; Literatura comparada; Cultura lusófona

Prof. Dr. Karla Renata Mendes (UFAL)
Prof. Dr. Saulo Gomes Thimóteo (UFFS)
mendes.kr@gmail.com
saulo.thimoteo@uffs.edu.br

Informação relacionada

Outras webs de referência
Enviar Informação

Mapa de visitas